Divulgado o resultado do Concurso Estande Sustentável que premia expositores da Agrotins em iniciativas de baixo impacto ambiental

Expositores foram avaliados nos critérios Redução dos Impactos Ambientais e Gerenciamento Adequado dos Resíduos Sólidos

Publicado em: 30/05/2024 14:39:00

Compartilhar com:

Foto: Washington Luiz/Governo do Tocantins


O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), divulgou nessa quarta-feira, 29, no Diário Oficial do Estado, n° 6580, o resultado preliminar do Concurso Estande Sustentável que foi lançado para premiar expositores instalados na 24ª Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins).

Após a avaliação conjunta, a Comissão Julgadora determinou como ganhadores do concurso os estandes da Uniggel Sementes, Maqcampo e VLI, para o primeiro, o segundo e o terceiro lugar, respectivamente. A feira foi realizada entre os dias 14 e 18 de maio, no Parque Agrotecnológico Engenheiro Agrônomo Mauro Medanha, em Palmas.

As empresas obtiveram as melhores pontuações em iniciativas ambientais sustentáveis, com percentuais de 50 a 100% de isenção da taxa de locação de um lote na feira do próximo ano. O Concurso Estande Sustentável teve como objetivo estimular ideias sustentáveis, inovadoras ou não, de baixo impacto ambiental, com potencial de disseminação de sua aplicabilidade nas futuras edições da feira.  

O secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Marcello Lelis destacou a importância da parceria entre a produção e a preservação, com a união do agro e o meio ambiente. “A intenção da Semarh com o Estande Sustentável foi promover a sustentabilidade e também fortalecer esta relação, esta união entre o agro e o meio ambiente”, afirmou.

A Comissão Julgadora do concurso avaliou os estandes de acordo com os critérios estabelecidos no Edital nº 01/2024/SEMARH, de 07 de março de 2024, publicado no Diário Oficial n° 6528, de 11 de março de 2024, a saber:  Redução dos Impactos Ambientais, que contempla iniciativas ou ações sustentáveis praticadas pelo expositor durante a feira, como a geração de resíduos sólidos, a utilização de fontes alternativas de energia, a reutilização de materiais reciclados e recicláveis, entre outros.

Foi avaliado também o critério de Gerenciamento Adequado dos Resíduos Sólidos, com iniciativas ou ações que promovam a coleta seletiva e a destinação adequada dos resíduos sólidos no estande, como a separação dos resíduos por meio de coletores específicos e sinalizados, cartazes ou banners que envolvam o público da feira nessa campanha e o adequado descarte dos diferentes tipos de resíduos.

Segundo a diretora de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, Ellen Amaral Figueiredo, esta primeira edição foi justamente para incentivar os expositores a adotarem práticas mais sustentáveis que minimizem os impactos ambientais causados durante a Feira, bem como, para gerenciar os resíduos sólidos gerados. “Para isso, a equipe de jurados visitou todos os estantes para falar sobe o concurso e incentivar os expositores”, disse .

A diretora de Gestão Integrada elogiou ainda o empenho de cada um dos expositores nesta primeira edição, e destacou a iniciativa da primeira colocada, a Uniggel Sementes, que além de contar com uma consultoria especializada para fazer este trabalho, ainda contratou uma cooperativa de catadores para fazer a separação dos resíduos dentro da feira. “Ficamos muito felizes em saber que iniciativas como a nossa ajudou a gerar renda para a cooperativas de catadores”, avaliou.