Notícias e Ideias

MEC divulga versão final da nova Base Nacional Comum Curricular

06/04/2017 15h16 | Atualizado em: 06/04/2017 15h20

Divulgação/MEC
O ministro da Educação, Mendonça Filho anunciou nesta quinta-feira, 06, a última versão da Base Nacional Comum Curricular. O documento vai definir o que estudantes da rede pública e privada deverão aprender em cada etapa da sua vida escolar.

A Base apresentada por Mendonça Filho pretende uniformizar o conteúdo que será passado aos alunos da educação infantil e do ensino fundamental.
Conheça as principais alterações propostas pelo documento:

ALFABETIZAÇÃO ANTECIPADA: Aos 7 anos, no 2º ano do ensino fundamental, as escolas deverão garantir que os estudantes saibam escrever bilhetes e cartas, em meio impresso e digital.

ENSINO RELIGIOSO: Foi retirado da versão final sobre a base curricular. Segundo o MEC, cabe aos Estados e Municípios definir se oferecem o tema, em caráter optativo, nas escolas públicas.

LÍNGUA INGLESA: Passa a ser obrigatório a partir do 6º ano do Ensino Fundamental, organizado por eixos, unidades temáticas, objetos de conhecimento e habilidades.

ESTATÍSTICA: O ensino de probabilidade e estatística, antes praticamente ausente do documento, passam a fazer parte do conteúdo a ser ensinado desde o 1º ano.

PLURALIDADE: No 5º ano do ensino fundamental, uma das habilidades previstas no ensino de história é "associar a noção de cidadania com os princípios de respeito à diversidade e à pluralidade".

RESPEITO ÀS DIFERENÇAS: A BNCC trata como direito seis processos de aprendizagem e desenvolvimento: conviver, brincar, participar, explorar, expressar, conhecer-se. No primeiro, será estimulada a convivência com outras crianças e adultos "ampliando o conhecimento de si e do outro, o respeito em relação à cultura e às diferenças entre as pessoas".

Responsabilidade dos Estados e municípios

O ministro da Educação afirmou que o governo dará apoio para que Estados e Municípios adaptem os currículos escolares. "A gente tem o prazo até meados do segundo semestre para que o Conselho Nacional de Educação conclua a avaliação e depois disso a homologação por parte do MEC, e aí teremos um prazo de até dois anos para que todas as redes de educação possam definir seu currículo", disse Mendonça Filho.

Mendonça disse ainda que as diretrizes para o ensino médio da base curricular serão entregues pelo MEC até o final deste ano. O atual plano contempla apenas a educação infantil e o ensino fundamental. "Até o final do ano estaremos entregando ao Conselho Nacional de Educação a base nacional com relação ao ensino médio", disse o ministro.

A Base define 10 competências gerais que todo aluno deve desenvolver na educação básica. Conheça:
1. Valorizar e utilizar os conhecimentos historicamente construídos sobre o mundo físico, social e cultural para entender e explicar a realidade

2. Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências

3. Desenvolver o senso estético para reconhecer, valorizar e fruir as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais

4. Utilizar conhecimentos das linguagens verbal (oral e escrita) e/ou verbo-visual (como Libras), corporal, multimodal, artística, matemática, científica, tecnológica e digital para expressar-se

5. Utilizar tecnologias digitais de comunicação e informação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas do cotidiano

6. Valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais e apropriar-se de conhecimentos e experiências que lhe possibilitem entender as relações próprias do mundo do trabalho

7. Argumentar com base em fatos, dados e informações confiáveis, para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e decisões comuns
8. Conhecer-se, apreciar-se e cuidar de sua saúde física e emocional, reconhecendo suas emoções e as dos outros

9. Exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos e a cooperação, fazendo-se respeitar e promovendo o respeito ao outro

10. Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação. (Com informações da Agência Brasil)