Folha acusa Júnior Geo de promover desordem na educação de Palmas

  • 20/Ago/2015 14h20
    Atualizado em: 20/Ago/2015 às 15h04).
Folha acusa Júnior Geo de promover desordem na educação de Palmas Foto: Foto: Câmara Municipal de Palmas

O líder do Governo na Câmara Municipal de Palmas, vereador Folha (PTN), subiu à tribuna da Câmara de Palmas na manhã desta quinta-feira, 20, e acusou o vereador Júnior Geo (Pros) de tentar incitar a desordem no setor de educação de Palmas. De acordo com Folha, Geo tem visitado escolas e provocado pais e professores para colocá-los contra a gestão municipal. "O vereador tem provocado os funcionários e tenta colocá-los contra a prefeitura. Está indo a escolas para fazer isso", disse.

Segundo o vereador, o mesmo acredita que o comportamento de Geo deve ser analisado até pelo Conselho de Ética. "O vereador foi à escola Amâncio incentivar greve. Greve é legal, está na lei, mas um vereador buscar incitar e provocar a desordem não é o papel de vereador", enfatizou.

Folha abordou também o fato de, segundo ele, o vereador ter propagado uma agressão de servidora a uma criança do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Cantinho da Alegria que não ocorreu. "Tive acesso a imagens e não houve agressão alguma. Ele fala isso de uma servidora com mais de 20 anos de atividade, apenas para denegrir a imagem da gestão. Isso não se faz", declarou.

O vereador Major Negreiros criticou a conduta de vereadores da oposição por criticar a educação de Palmas, mas ignorar os problemas da educação do Estado. "Tem companheiro nesta casa que é do partido da vice-governadora [Cláudia Lélis, do PV] e critica a gestão municipal e não fala nada da estadual", disse, se referindo a Joaquim Maia.

A crítica foi direcionada também a Júnior Geo, professor e integrante da oposição. "Os professores do Estado estão em greve há mais de 60 dias e em nenhum momento eu vi os vereadores buscarem solução para o problema. O Estado está parado e eles não tomam providência. Todavia, criticam a educação de Palmas, que está em pleno funcionamento", finalizou.

Resposta

Em resposta à Folha, Geo afirmou que gostaria que o vereador que o acusa passasse a visitar os CMEIS’s (Centros Municipais de Educação Infantil) de Palmas, para conhecer a realidade dos professores. “Ao invés de ajudar o município, ele [Folha] fica defendendo o que não pode ser defendido”, enfatizou. “Acontece que alguns vereadores são eleitos para fortalecer a base do prefeito, e isso é real”, concluiu.