Governo do Tocantins recebe representante da SUDAM para tratarem de novos investimentos

  • 28/Nov/2022 16h19
    Atualizado em: 28/Nov/2022 às 16h26).

Representante da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (SUDAM) vai apresentar novas possibilidades de captação de recursos para o Tocantins

O Governo do Tocantins, por intermédio da Agência de Fomento do Estado do Tocantins, receberá nesta terça-feira, 29, no Palácio Araguaia, o representante da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (SUDAM), Róger Araújo Castro, Diretor de Gestão de Fundos e Atração de Investimentos do órgão. Em debate, o processo de criação e implantação da unidade denominada “Coordenação de Atração de Investimentos”, cuja finalidade é coletar, sistematizar e disseminar informações que possam atrair investimentos produtivos para a Amazônia Legal e os Estados que a compõem.

O objetivo da SUDAM é verificar o potencial econômico das atividades produtivas do Tocantins, como também os estímulos e incentivos fiscais existentes. Uma vez compiladas tais informações a ideia é elaborar material para divulgação massiva junto à comunidade empresarial nacional e internacional.

Segundo a presidente da Agência de Fomento, Denise Rocha, “durante a COP-27, ocorrida recentemente no Egito, o governador Wanderlei Barbosa enfatizou a necessidade de captação de recursos externos, quando discursava sobre financiamentos internacionais para projetos ambientais no Tocantins. Ele pontuou, naquela oportunidade, que o Estado quer ser referência em políticas sustentáveis, mas para que isso ocorra, precisamos de parcerias. Estamos firmes no mesmo propósito e, exatamente por essa razão, queremos ouvir os planos, propostas e possibilidades que a Sudam pode nos oferecer”, pontuou a gestora.

O objetivo é fazer com que a Agência de Fomento do Tocantins seja parte integrante dessa grande transformação do Estado do Tocantins. A autarquia já possui linhas de crédito que beneficiam o turismo, a inovação, a agricultura familiar, a piscicultura, além dos micros e médios empreendedores de uma forma geral, contudo, é natural que diante do impulsionamento de novas cadeias produtivas, a Agência fique ainda mais fortalecida.