Ministro da Infraestrutura confirma vinda ao Tocantins em janeiro para federalizar trechos de rodovias estaduais

  • 08/Dec/2021 17h38
    Atualizado em: 08/Dec/2021 às 17h45).

Além das vistorias e entrega de obras, a agenda do ministro deve marcar a assinatura do termo de transferência de trecho das TO-050 e TO-020

O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, confirmou ao deputado e coordenador da Bancada federal Tiago Dimas (SD) que vai cumprir agenda no Tocantins no dia 13 de janeiro de 2022.

Na agenda, está prevista a entrega das obras de restauração da BR-226 entre Wanderlândia e Arguiarnópolis. Ministro também vai conferir o andamento das obras da ponte que liga o Tocantins ao Pará (entre Xambioá e São Geraldo do Araguaia) e vistoriar a primeira etapa das obras de modernização e qualificação do Aeroporto de Araguaína.

Praticamente concluída, a restauração da BR-226 beneficia milhares de pessoas e havia sido solicitada pelos deputados e senadores do Tocantins. “A BR-226 é muito importante para o Estado. Sob o comando do ministro, o governo fez uma obra excelente, que vai ajudar no escoamento da produção agropecuária do Estado e no próprio trânsito entre as pessoas”, ressaltou Tiago Dimas.

Além disso, a ponte entre Xambioá e São Geraldo é uma obra histórica que, no atual governo liderado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), finalmente saiu do papel e quando pronta resolverá uma travessia que sempre foi feita de balsa.

Já as obras de modernização e qualificação do Aeroporto de Araguaína têm potencial de trazer novos voos para a cidade, facilitando a chegada de investidores e consultores e, paralelamente, promovendo o turismo no Norte do Tocantins. “São três obras importantes, com muita relevância para os tocantinenses”, frisou o coordenador da Bancada Federal.

Federalização de Rodovias

Além das vistorias e entrega de obras, a agenda do ministro deve marcar a assinatura do termo de transferência de trecho das TO-050 e TO-020, entre Palmas e Silvanópolis, tornando a rodovia parte da BR-010. Essa federalização contou com o trabalho político da Bancada Federal em Brasília e também com a mudança de postura do Governo do Estado, que na gestão interina resolveu ceder à União o trecho de Silvanópolis até Palmas e não só até Porto Nacional, como se discutia anteriormente.

Membros da Bancada Federal também têm atuado e vêm solicitando outras ações importantes para a infraestrutura do Tocantins que podem ter avanço nesta visita do ministro, entre elas, a Construção de 7 km restantes da BR-010, entre Natividade e Paranã; Avanço da BR-235 (Pedro Afonso até a divisa com o Maranhão) e, Federalização da TO-335 (a Transcolinas, que liga Couto Magalhães e Palmeirante).