Professor da rede estadual, Raylinn Barros lança seu terceiro livro nesta quinta, 25

  • 24/Nov/2021 10h09
    Atualizado em: 24/Nov/2021 às 10h12).

A obra denominada Os Orinitas no Extremo Norte de Goiás será lançada no Colégio Militar de Araguaína, nesta quinta-feira

O professor de História e escritor Raylinn Barros da Silva lançará nesta quinta-feira, 25, o seu terceiro livro Os Orinitas no Extremo Norte de Goiás. A apresentação acontecerá no Colégio da Polícia Militar de Araguaína, às 10 horas.

Raylinn leciona no Centro de Ensino Médio Castelo Branco, atualmente, está de licença, enquanto cursa o doutorado em História pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

O livro é resultado da pesquisa de mestrado em História e analisa a implementação da religião católica no antigo norte de Goiás, a partir da década de 1950, por influência de um grupo de religiosos italianos, conhecido como os missionários orinitas. A obra foi publicada pela Editora CRV, de Curitiba, Paraná.

Os orinitas pertencem à congregação denominada Pequena Obra da Divina Providência, fundada pelo sacerdote italiano Dom Luís Orione.

O professor Raylinn fala sobre suas pesquisas e o livro. “Lendo a obra, o leitor se dará conta de que existem vários conflitos religiosos entre os orinitas e outras denominações religiosas e como esses conflitos se deram, as mortes trágicas que ocorreram entre os próprios orinitas e, ainda, os bastidores mais curiosos de todo o processo”, explicou.

Com este, é o terceiro livro do escritor Raylinn, que em 2013 e 2019, publicou a obra Pedro Milagroso: O mendigo que virou santo, pela editora Kelps, que retrata a trajetória do primeiro morador de rua da cidade. O professor também ajudou a organizar a obra A transformação Histórica de Araguaína, juntamente com o historiador Cleube Alves, lançado pela editora Nagô, que traz uma coletânea de pesquisas sobre a história da cidade.

O autor

Raylinn nasceu em Araguaína, é graduado em História, lecionou em escolas públicas e privadas. No final de 2014, ele foi aprovado para ingressar no mestrado em História da Universidade Federal de Goiás, tendo concluído em 2017. No final de 2018, foi aprovado para estudar doutorado em História também pela UFG, curso que atualmente está no terceiro ano.

O professor é estudioso de temas que envolvem a Igreja Católica no Brasil, destacando uma abordagem regional e local, retratando as relações entre o catolicismo oficial e o popular. Raylinn já publicou artigos científicos sobre temas relacionados a sua pesquisa, e faz parte da Associação Nacional de História (ANPUH) e da Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR).