Primeira noite do Festival Gastronômico de Taquaruçu teve muita alegria

  • 29/Out/2021 16h51
    Atualizado em: 29/Out/2021 às 16h55).

Enfim os grandes eventos começam a voltar, trazendo um misto de alegria e esperança. E em Palmas este momento é marcado pela realização do 15º Festival Gastronômico de Taquaruçu, que recebeu, na noite desta sexta-feira, 28, a música regional de Dorivan – Passarim do Jalapão, no palco principal; no palco 2, a banda Três Tons de Preto e os músicos Ítalo Pereira e Paulinho Braga e, complementando o clima da noite com um ar lúdico e de alegria, o Palhaço Batatinha e os integrantes do Circo os Kacos passearam pela Rota Gastronômica com seus trajes brancos em longas pernas de pau.



Com destaque para ‘Taquaralua’ e ‘Passarim do Jalapão’, o cantor Dorivan levou ao público presente sucessos de outros cantores locais, a exemplo do ‘Ei Flor’, de Juraildes da Cruz, e ‘Se Farinha fosse Americana’, de Genésio Tocantins. “Fomos os primeiros a parar e os último a voltar, cumprindo o que muitos previram no início da pandemia”, Lembrou Dorivan, referindo-se ao tempo de isolamento, resultado da crise sanitária pelo novo coronavírus (Covid-19). O cantor fez questão de reafirmar a alegria de poder voltar a cantar, se apresentar em Palmas e reencontrar pessoas. “Esse é um dos momentos mais emocionantes de minha carreira. Estou voltando a me apresentar em Taquaruçu, um lugar que amo, onde morei, para o qual fiz canções. Então, abrir este evento aqui em Taquaruçu é muito simbólico pra minha história, assim como para todos os artistas que vão passar por esse palco do 15º FGT”, emocionou-se o ‘Passarim do Jalapão’.



Sabor Especial



E não só para o músico o Festival teve esse sabor todo especial. A servidora pública Lauane dos Santos disse que o FGT foi muito esperado. “O ano passado a gente não teve o Festival Gastronômico e, nesta edição, eu e meus amigos viemos logo na primeira noite, porque queríamos muito participar”, contou.



Lauane escolheu degustar dois pratos salgados, o cachorro quente ‘Oxe My Dog’ e o pastel ‘Trio da Serra’, e ainda queria provar a receita ‘Panelinha Tocantinense’. “Mas a procura foi grande e não cheguei a tempo. O que indica que devia estar muito saborosa”, refletiu.



E quem também aprovou o novo formato do FGT foi o administrador Janes Kleiber, que elogiou principalmente o espaço que permite uma melhor circulação de pessoas. “Antes ficava meio tumultuado e agora está mais amplo”, observou. Ele também comentou que o cardápio permite você encontrar variações saborosas e diferentes das comidas do dia a dia.



Sobre os shows regionais ele opina: “esses shows atraem mais as famílias, por serem mais calmos. A gente tem até mais oportunidade de conversar, porque são menos barulhentos. Estou aqui com minha família e amigos e ficamos muito satisfeitos”. (Secom/Palmas)