Exposição fotográfica apresenta releitura das cores do cerrado

  • 18/Ago/2021 16h57
    Atualizado em: 18/Ago/2021 às 17h07).

Fotógrafa tocantinense lança exposição sobre cerrado nesta quinta, 19, Dia Mundial da Fotografia

A artista visual tocantinense Angel Lima, lança nesta quinta-feira, 19 de agosto, às 20h30, sua primeira mostra fotográfica solo, Cerrado Encantado. O lançamento será por meio de uma live, transmitida pelas redes sociais de Angel (facebook, instagram e youtube).

Na exposição, a fotógrafa, apresenta imagens do cerrado tocantinense de uma maneira peculiar, com cores e contrastes pouco comuns às paisagens originais do cerrado. A mostra virtual está disponível, para visitação gratuita, no site www.angellimafotoarte.com

Utilizando recursos de edição digital, a artista confere às imagens tons e cores inusitadas que, segundo ela, buscam chamar a atenção para a importância da preservação deste bioma.

“O cerrado é a grande caixa d’água do país. Sem a sua preservação estamos fadados a um grande desequilíbrio no que diz respeito ao fornecimento de água potável, por exemplo”, comenta.

Angel acrescenta ainda que a mostra também é uma homenagem aos cenários que a acolheram durante sua infância e todo seu desenvolvimento como indivíduo. “O cerrado sempre me instigou. Quando criança me causava estranheza com suas árvores secas e retorcidas. Na adolescência, amava fugir para as trilhas e cachoeiras, costume que persiste até hoje”, relata a artista.

Sobre a exposição

Cerrado Encantado é uma mostra fotográfica composta por doze fotografias que passaram por edição quanto às cores. A exposição foi criada a partir de uma série fotográfica iniciada em 2019 e 2021.

O fotógrafo e poeta mineiro, Ivan Cupertino, apresenta Cerrado Encantando como “(...) um equilíbrio entre o quente e o frio das cores vivas em seu ecossistema de imagens e formas. Assim como o Cerrado renasce com o fogo, com as queimadas, com as brasas, em um movimento contínuo de equilíbrio/desequilíbrio/reequilíbrio, as imagens criadas por Angel recriam essa harmonia violenta e potente do Cerrado: tons fortes disputam espaço; quente e frio se entrelaçam; temperaturas se alternam e se alteram”, escreve.

Cerrado Encantado é um projeto contemplado pelo Prêmio Emergencial – Artes Visuais, do Governo do Estado do Tocantins, com apoio do Governo Federal – Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, Fundo Nacional de Cultura, fomentado pela Lei Aldir Blanc.

Mostra compartilhada

Qualquer pessoa que tiver interesse pode solicitar sua mostra compartilhada pelo site www.angellimafotoarte.com Contudo, a artista ressalta que neste primeiro momento, escolas públicas estaduais devem ser priorizadas quanto ao recebimento dos kits, já que a exposição possui também um caráter de conscientização quanto a preservação ambiental.

“Além de proporcionar uma mostra de arte fotográfica, buscamos fomentar reflexões quanto a importância da preservação ambiental deste bioma que está sendo devastado, sem o manejo adequado”, acrescenta Angel.

Em tempos de distanciamento social e inúmeras restrições quanto ao convívio coletivo presencial, a exposição Cerrado Encantado, apresenta também uma versão compartilhada. Além da mostra virtual gratuita, que pode ser acessada pelo site da artista Angel Lima, estão disponíveis ao público, kits com todas as fotografias que compõem a mostra. 5

“A ideia de proporcionar uma exposição compartilhada traz essa contrapartida para o público, oportunizando esse contato direto com a arte. Nossa intenção é que este material possa servir como instrumento de reflexão, embelezamento, entretenimento e o que mais for possível, a depender quem o receba”, acrescenta a artista.

Sobre Angel Lima

Vive e trabalha em Palmas-TO-Brasil. Mulher, jornalista, artista. Seu trabalho fotográfico, ora experimental, ora documental, é um registro da natureza, da cultura popular. Sua poética tem como foco africanidades, as relações de gênero, reflexões sobre a essência humana e sua expressão no mundo.

Jornalista graduada pela Universidade Federal do Tocantins (UFT). Pós graduanda em Documentação Audiovisual; Especialista em Ensino de Comunicação/Jornalismo: Temas Contemporâneos (UFT).

Atua na Comunicação desde 2004. Já foi repórter e editora de cultura e variedades dos principais jornais do Tocantins; colaboradora em diversos veículos tocantinenses.

Atualmente é repórter fotográfico em assessoria de comunicação e desenvolve pesquisas e trabalhos autorais em Fotografia.

Serviço

O que: Lançamento do site e exposição fotográfica virtual, Cerrado Encantado, da artista visual tocantinense, Angel Lima

Quando: dia 19 de agosto, quinta-feira, às 20h30

Onde: redes sociais da artista Angel Lima

Youtube: https://youtube.com/user/angelicalimen

Facebook: https://www.facebook.com/angel.lima.fotoarte/

Instragram: @angel_lima_fotoarte

Saiba mais: wwww.angellimafotoarte.com

Apresentação da mostra por Ivan Cupertino Dutra

"O cerrado é um ecossistema de fogo"

Angel Lima, cria um equilíbrio entre o quente e o frio das cores vivas em seu ecossistema de imagens e formas. Assim como o Cerrado renasce com o fogo, com as queimadas, com as brasas, em um movimento contínuo de equilíbrio/desequilíbrio/reequilíbrio, as imagens criadas por Angel recriam essa harmonia violenta e potente do Cerrado: tons fortes disputam espaço; quente e frio se entrelaçam; temperaturas se alternam e se alteram.

Cores saturadas, complementares, opostas se movimentam ao olhar do espectador, como nos dias em que a ilusão de ótica cria formas inexistentes no asfalto, poças d’água feitas de sol e vapor. A transição dos tons relembra os dias quentes de Palmas e do Tocantins: períodos em que há uma saturação de quentura, de poeira, de secura, de cansaço, de queimadas, fumaça nas manhãs como se fossem neblina; as chuvas do caju fazem a troca para dias repletos de umidade, de transbordamentos, alagamentos, vida nova nos campos que verdejam no ritmo da passagem dos dias: esses movimentos todos regidos pelo calor, que não desgruda.

Nas imagens de Angel, esses mesmos gestos: paisagens reconfiguradas, reconhecíveis e transformadas pela cor, pelo abrasamento que predomina e que, também em seu ecossistema de imagens e formas, são regidas pela temperatura escaldante do Cerrado: laranja e azuis em harmonia; verdes e roxos complementares; claros e escuros; águas refrescantes em tons de azul; galhos solitários como dias perdidos de chuva entre os de sol; tons de verde que vão do quente ao frio e retornam à calidez, à vida.

O universo cromático de Angel Lima é um ecossistema de fogo. Vários fogos que se cruzam, o das cores, o das formas, o da delicada percepção do Cerrado, o da ousadia de cortar fogo com fogo; imagens-aceiro que fazem crepitar as sensações de ardor, anúncio de breve incêndio.

Ivan Cupertino Dutra – fotógrafo, poeta, professor de francês, mestre em literatura africana de língua portuguesa