Com filmagens concluídas em Dianópolis, produção do longa Ayrton segue para Taipas

  • 12/Ago/2021 13h17
    Atualizado em: 12/Ago/2021 às 13h24).

A produção do filme “Ayrton, Meninices no coração do Brasil”, liderada pelo ator e diretor Vicentini Gomez, concluiu os trabalhos em Dianópolis no período entre 04 a 09 de agosto, com a próxima parada em Taipas, local em que Senna vivenciou por quase duas décadas a sua infância e adolescência.

Segundo Vicentini, em Dianópolis a história das meninices de Ayrton e do filme começaram a ser estruturada, ilustrada com muitos risos e lágrimas dos depoentes, que rechearam com sabor, originalidade e emoção os fotogramas impressos. “Os velhos da terra rasgaram as emoções, partiram os corações e chafurdaram as lembranças do fundo da memória, da convivência com o menino traquino e as suas aprontadas de outrora”, ressaltou.

As filmagens do longa-metragem não ficarão restritas às histórias da convivência humana do garoto Senna com o povo da região. Vicentini está gravando cenas dos pontos turísticos mais destacados da região, além das riquezas do folclore popular, isto é, as folias, as danças de tambores e dos monumentos históricos.

Para o diretor, será um ganho para o Tocantins ser visto por público de diferentes nações. “Nossa câmera está registrando todas as emoções, adornadas de belas paisagens e uma luz magnífica que certamente enriquecerá o roteiro e marcará as belezas do Tocantins no filme Ayrton, meninices no coração do Brasil”, pontua. A produção do filme aguarda com muita expectativa a passagem pelo Jalapão, onde os registros são há muito esperados.

Rodrigo Dorado chega no sábado

Um dos personagens principais do filme, o ator Rodrigo Dorado, que já participou de novelas na Rede Gloco, tais como: “Minha nada mole vida”, “Negócio da China”, “Saramandaia”, “Em família”, do SBT, vai interpretar Senna na fase da adolescência. Dorado chega num voo de São Paulo, sábado, 14, e viaja direto para Taipas onde é aguardado para protagonizar vários papéis. Além de Taipas, o ator vai gravar em Almas, Porto Alegre e Jalapão. Aliás, nesse período de filmagens a equipe cumpre um rigoroso protocolo de segurança na preservação dos profissionais contratados contra o coronavírus.

O filme que tem previsão de lançamento no primeiro semestre do próximo ano, segundo Vicentini, será inscrito em festivais nacionais e internacionais do cinema, bem como será exibido em todas as cidades tocantinenses, conforme projeto cultural elaborado com a ajuda de profissionais da área cultural. (Goianyr Barbosa)