Vivências durante pandemia inspiram estudantes da Escola Estadual Professora Elizângela Glória Cardoso, que lançam livro de poesias

  • 29/Jul/2021 16h46
    Atualizado em: 29/Jul/2021 às 16h50).

O livro “Poesia e Pandemia, Quem Diria?” apresenta produções dos estudantes da 2ª série do ensino médio

O livro “Poesia e Pandemia, Quem Diria?”, produzido pelos estudantes da 2ª série do ensino médio da Escola Estadual Professora Elizângela Glória Cardoso, em Palmas, foi apresentado nesta quinta-feira, 29, na Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc). A obra foi celebrada pela titular da Pasta, Adriana Aguiar.

“Essa é uma conquista dos alunos, dos professores, de toda a equipe da Educação. É um trabalho feito a muitas mãos, que demonstra o formato de trabalho da rede estadual de ensino e evidencia a sensibilidade e o talento dos nossos estudantes. Cada poesia é um passeio pelas vivências experimentadas durante a pandemia”, pontuou Adriana Aguiar.

A obra orientada pela professora Eliana Brito contou com o apoio da Seduc. “O livro nasceu da necessidade de nos reinventarmos nesse período de pandemia. O gênero poesia foi escolhido para os estudantes partilharem seus sentimentos e vivências durante o período em que estavam fora da sala de aula”, contou Eliana Brito.

O estudante Marcelo Abreu é autor do texto ‘Sonhos de quarentena’. Para ele, o seu processo de criação foi um exercício de autoconhecimento. “No começo fiquei receoso, pois não tinha escrito ainda, mas à medida que comecei a pensar nas minhas vivências, fui descobrindo um pouco mais sobre mim mesmo. Hoje, fiquei muito feliz em ver o livro impresso”, ressaltou.

A estudante Lidiane Aquino Oliveira participou da obra com o texto ‘De repente’, que destacou as mudanças pelas quais a sociedade passou depois do início da pandemia, ela também comemorou o resultado. “Estou muito feliz, o nosso livro ficou muito bonito. Gostei muito de todo o trabalho que fizemos, das poesias”, enfatizou.