Conselho de Política Cultural do Tocantins aprova participação da Cultura na ABAV

  • 10/Jul/2021 11h58
    Atualizado em: 10/Jul/2021 às 12h03).

5ª reunião ordinária do Conselho de Política Cultural do Tocantins aconteceu nesta quinta-feira, 8, via videoconferência.

Garantir a visibilidade da cultura tocantinense em uma das feiras mais importantes do país e a construção do Memorial no Palacinho, essas foram duas das pautas avaliadas e discutidas pelos membros do Conselho de Política Cultural do Tocantins (CPC-TO), durante a 5ª reunião ordinária realizada na quinta-feira, 8, via videoconferência.

A reunião, que também tratou sobre outros assuntos relacionados ao setor de cultura do Estado, foi conduzida pela presidente em exercício do CPC-TO, Meire Maria, contando com a participação do presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Jairo Mariano, além dos conselheiros e membros da Comunidade Quilombola Barra do Aroeira, localizada no município de Santa Tereza do Tocantins.

Durante o encontro, os membros do conselho aprovaram a participação dos representantes da cultura do Estado do Tocantins na 48ª ABAV Expo & Collab, que acontece no estado do Ceará em setembro. A feira, direcionada ao turismo, que traz como foco neste ano as experiências culturais brasileiras, é uma das maiores e mais importantes feiras de negócios e turismo da América Latina.

Os conselheiros também aprovaram a proposta de complementação de recursos para a construção do Memorial no Palacinho. De acordo com a presidente em exercício do CPC-TO, Meire Maria, a obra é de extrema importância para a cultura e a história do Tocantins.

“Quem acompanha essa demanda sabe da representatividade desse projeto para que tenhamos mais um espaço destinado à cultura no nosso Estado”, frisou Meire Maria. O representante da Câmara de Teatro, Hananias Vieira da Silva defendeu: “É necessário que o memorial também contemple espaços para apresentação, pois somos carentes de ambientes com estrutura para apresentações artísticas em todo o estado”.

Na ocasião, os membros do conselho também ouviram os relatos da moradora da Comunidade Quilombola Barra do Aroeira, Maria de Fátima, que explanou sobre o processo de titulação da terra quilombola da aroeira e a representatividade do povo quilombola para a cultura tocantinense aos membros do conselho.

Ainda durante a reunião, o presidente da Adetuc, Jairo Mariano, ouviu as sugestões e opiniões dos conselheiros sobre a formulação de ações e políticas de assistência à classe cultural. Os conselheiros também discutiram sobre a proposta do Edital de Mestres e Griôs e a suplência de membros representativos das câmaras setoriais. A representante da Câmara de Cultura Tradicional, Joana Castro, relatou a dificuldade encontrada para preencher a vaga de suplente da setorial, e solicitou providências no sentido de abertura de processo eleitoral para suprir a vacância.

Para o presidente da Adetuc, Jairo Mariano, o alinhamento das ações do CPC-TO com a Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa, tem auxiliado para o fortalecimento da cultura tocantinense e também no atendimento às demandas da classe.

“Temos estreitado essa relação e mantido o diálogo com todos os representantes, para que possamos atender da melhor forma possível as demandas da cultura e assim colaborar para que a cultura tocantinense seja novamente vista como uma referência nos seus mais variados aspectos”, completou Jairo Mariano.