Tocantins realiza primeira troca de marca-passo em criança pelo SUS

  • 06/Abr/2021 11h33
    Atualizado em: 06/Abr/2021 às 11h36).

Procedimento foi realizado em paciente indígena que usava aparelho desde 2015

Em funcionamento deste setembro de 2019, o serviço de cirurgias cardíacas pediátricas instalado no Tocantins já realizou mais de 100 procedimentos, entre eles um emergencial, para troca de marca-passo. A cirurgia aconteceu na sexta-feira (02/04) e foi um renascimento para a pequena Alice Apinajé, de 7 anos, que já recebeu alta da UTI e em breve estará em casa, com orientações para retorno ao hospital para acompanhamento.

A menina, moradora da comunidade Palmeiras, no município de Tocantinópolis, faz uso do aparelho desde 2015 e ao passar mal foi encaminhada para o Hospital Municipal de Araguaína (HMA). “Nós viemos com ela pra cá e falamos para a enfermeira que ela usava o aparelho e ela pediu para o médico olhar, quando olhou viu que era um defeito nele e precisou da cirurgia”, explicou a mãe de Alice, Aline Apinajé.

Segundo o coordenador de cirurgias cardíacas pediátricas do HMA, Márcio Miranda, “foi uma paciente que chegou com exaustão deste gerador, que colocou ela em risco de morte, mas conseguimos resolver de maneira rápida este implante, sem intercorrências”, informou, acrescentando que a paciente não fazia manutenção e acompanhamento médico, o que é recomendado para quem faz uso deste tipo de aparelho.

Serviços

As cirurgias cardíacas neonatais e pediátricas e o funcionamento dos 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Municipal Eduardo Medrado (HMEM), em Araguaína são mantidos por cooperação técnica entre a Secretaria Municipal de Saúde de Araguaína (TO) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES), aprovada na Resolução da Comissão Intergestores Bipartite do Estado do Tocantins (CIB-TO). Os serviços são administrados pela Organização Social Instituto Saúde e Cidadania (ISAC).

Pela Resolução só este ano serão destinados mensalmente de R$ 250 mil, proveniente do Teto Financeiro da Gestão Estadual (Teto MAC) para o Teto Financeiro da Gestão Municipal de Araguaína, repassados pelo Fundo Nacional de Saúde para a manutenção de 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica Tipo II. Além deste valor, serão enviados do Tesouro Estadual, anualmente, R$ 8.114.524,08, para custeio das cirurgias cardíacas neonatais e cirurgias cardíacas pediátricas em caráter eletivo e de urgência .