ATM empossa nova diretoria para o biênio 2021/2022

  • 27/Fev/2021 12h20
    Atualizado em: 27/Fev/2021 às 12h26).

A instituição terá à frente o prefeito de Talismã, Diogo Borges

A Associação Tocantinense de Municípios (ATM) empossou os membros da diretoria e conselhos deliberativo e fiscal para o biênio 2021/2022, em Solenidade de Posse ocorrida de forma híbrida nessa sexta-feira, 26. A chapa única, encabeçada pelo prefeito de Talismã, Diogo Borges, venceu as eleições em janeiro, e o ato solene legitimou a posse dos prefeitos e prefeitas ao comando da entidade municipalista, que representa mais de 120 municípios tocantinenses. A posse foi prestigiada por diversas autoridades institucionais e políticas.

Para evitar aglomeração e a consequente proliferação do coronavírus, a cerimônia foi realizada de forma híbrida, sendo acompanhada pelos demais gestores, servidores e comunidades pelo canal da ATM no Youtube.

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, reconheceu e agradeceu o trabalho do então presidente da ATM, e ex-prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, e desejou sucesso ao novo mandatário. “E conto contigo presidente Diogo, e toda sua diretoria, para que possamos avançar nas pautas municipalistas que tramitam no Congresso Nacional”.

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), Jaime Café, que representou o Governo do Estado, afirmou o caráter municipalista do governador Mauro Carlesse, ao convidar os gestores presentes para conhecer as políticas da pasta e a possibilidade de criação de consórcios na área da Agroindústria.

Representando a Bancada do Tocantins em Brasília, o deputado Federal Tiago Dimas, coordenador da Bancada do Tocantins no Congresso Nacional, lembrou que a “vida acontece nos Municípios” e que “há uma distribuição muito equivocada dos recursos públicos, em que a União concentra mais de 60% dos recursos arrecadados”. Além disso, colocou a bancada à disposição “para discutir essa realidade e para que esse panorama histórico venha ser mudado”.

Por sua vez, o então presidente da ATM e ex-prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, fez uma prestação de contas e serviços realizados durante sua gestão.

“Deixamos a entidade com as finanças equilibradas, com toda a parte de probidade e de certidões em dias, com patrimônios e veículos novos. Destaco ainda, as lutas colossais em Brasília para conquistarmos cerca de R$ 300 milhões em recursos de Emenda de Bancada, R$ 30 milhões em Auxílio Financeiro Emergencial e R$ 150 milhões da Cessão Onerosa”, disse Mariano, lembrando ainda das diversas capacitações científicas e técnicas propiciadas aos gestores municipais, nas mais diferentes áreas da gestão pública.

O novo presidente, Diogo Borges, ressaltou que manterá relações cordiais e institucionais com os demais entes federativos. “Não vamos para o enfrentamento, vamos defender os Municípios sobre quaisquer circunstâncias”. Ressaltou ainda que “dias tenebrosos estão vindo, pois após a crise sanitária virá a crise financeira, e estaremos ao lado dos Municípios, seus representantes e comunidades”. Na ocasião, o presidente eleito solicitou audiências com o Governo do Estado e a bancada Federal para apresentar as pautas dos Municípios tocantinenses.