Covid-19 contamina 19 idosos residentes no Abrigo Tia Angelina em Porto Nacional, cinco deles estão hospitalizados

  • 22/Fev/2021 16h58
    Atualizado em: 22/Fev/2021 às 17h07).

O Instituto de Longa Permanência de Idosos Tia Angelina é administrado pela Prefeitura de Porto Nacional.

Através de nota divulgada nesta segunda-feira, 22, a Prefeitura de Porto Nacional informa que os 19 idosos que vivem no Abrigo Tia Angelina, naquela cidade, foram confirmados com Covid-19. 14 deles estão em isolamento no próprio abrigo, sob acompanhamento diário de uma infectologista do município e cinco estão em tratamento hospitalar, quatro no Hospital Regional de Porto Nacional e um deles foi encaminhado para o Hospital Estadual de Combate à Covid em Palmas.

Conforme a nota, a transmissão se deu através de contato com cuidadores que contraíram a doença fora da casa de longa permanência. Ainda segundo a nota, os idosos do Abrigo João XXIII também foram submetidos a exame de Swab mas nenhum deles testou positivo para a doença.

Entretanto a Prefeitura ressalta que os idosos receberam a primeira dose da vacina, porém ainda não possuem imunidade, que só deve ocorrer após a aplicação da segunda dose. Veja a íntegra da nota.

“A Prefeitura de Porto Nacional informa que hoje nós temos 19 idosos do Abrigo Tia Angelina confirmados com COVID -19. Sendo que 14 estão em tratamento no próprio instituto de longa permanência, acompanhados diariamente pela médica infectologista do município e recebendo todos os cuidados necessários. Há 05 idosos internados, 04 no Hospital Regional de Porto Nacional e 01 foi encaminhado para UTI do hospital de campanha de Palmas.

A vigilância epidemiológica está acompanhando os casos onde foi identificado que a transmissão ocorreu devido o contato com cuidadores que testaram positivo, contraindo a doença fora da casa de permanência. Os idosos do abrigo João XXIII também foram testados com exame de Swab (RT-PCR) e nenhum obteve resultado positivo até o momento. Salientamos que os idosos receberam a primeira dose da vacina, porém ainda não possuem uma imunidade adquirida, pois a mesma ocorre após a aplicação da segunda dose. Reforçamos que nenhuma vacina possui garantia de imunidade 100%”.