Serras Gerais busca apoio do Governo para ampliar atividades turísticas

  • 09/Fev/2021 16h18
    Atualizado em: 09/Fev/2021 às 16h22).

Jairo Mariano, presidente da Adetuc, recebeu representantes da Assegtur e ACID nesta terça.

A Região Turística das Serras Gerais integra o maior corredor ecoturístico do País. Para aqueles que gostariam de percorrer todos os atrativos já roteirizados seriam necessários de 12 a 25 dias. Isso sem contar as cavernas, dunas e fervedouros que ainda não foram abertos ao público. “É um destino que você precisa retornar”, defende a empresária e presidente da Associação de Desenvolvimento do Turismo Sustentável e Produção Associada das Serras Gerais do Tocantins (Assegtur), Fernanda Castro, durante reunião nesta terça, 9, com o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Jairo Mariano.

O encontro contou ainda com a participação da vice-presidente da entidade, Esther Carvalho, do presidente da Associação Comercial e Industrial de Dianópolis (ACID), Normandes Ferreira Carvalho, do empresário Ozéas Alves Neto, da superintendente de Turismo da Adetuc, Maria Antônia Valadares, e da gerente de Produtos Turísticos, Kleiryanne Aguiar.

“Não tenho dúvida que precisamos criar um ambiente integrado entre o Governo do Estado, prefeituras, entidades e trade turístico para aproveitar todo o potencial da região e assim ampliar a renda e melhorar a qualidade de vida da comunidade”, pontuou Jairo Mariano, que solicitou uma reunião com gestores e representantes das Instâncias de Governança Regionais (IGRs).

Fernanda Castro reiterou o fortalecimento do turismo da região nos últimos anos, sendo que a Assegtur engloba dez municípios com fluxo permanente de visitação, mas também pontuou as dificuldades para dar continuidade às ações. “Não se faz uma região turística sem a presença do Governo para consolidar o que foi iniciado”, ressaltou, ao tratar da atuação do Sebrae Tocantins nas Serras Gerais.

Para Jairo Mariano, além do ordenamento turístico é fundamental que haja uma organização das atividades econômicas, para que os impostos gerados localmente sejam revertidos para o setor. “O governador Mauro Carlesse compreende a necessidade de trabalharmos uma política consistente para o setor”, completou o presidente da Adetuc.

Os municípios de Almas, Arraias, Aurora, Dianópolis, Natividade, Pindorama, Rio da Conceição e Taguatinga integram o Mapa Turístico do Tocantins, dentro da Região Turística das Serras Gerais, porém, Lavandeira e Ponte Alta do Bom Jesus também estão inclusas nas ações da Assegtur.