Instituições ligadas à piscicultura no Tocantins realizam visita técnica ao parque aquícola de Lajeado

  • 05/Fev/2021 10h28
    Atualizado em: 05/Fev/2021 às 10h49).

O Governo do Tocantins busca fomentar a criação de Tilápias em tanques rede nos municípios do entorno do lago da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães
Instituições ligadas à temática da piscicultura no Tocantins participaram nessa quinta-feira, 4, de visita técnica ao Parque Aquícola localizado no município de Lajeado/TO, com o objetivo de alinhar o projeto de criação de tilápias em tanques rede nos municípios do entorno do lago da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães. Neste sentido, a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) tem papel importante, a exemplo do Plano Estadual de Recursos Hídricos (PERH), que visa assegurar água em quantidade e qualidade para os diversos usos, como irrigação, piscicultura, turismo e lazer.

A Semarh vai contribuir com o projeto realizando o monitoramento dos Parques Aquícolas, gerando um banco de dados sobre a qualidade da água. De acordo com o diretor de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos da Semarh, Aldo Azevedo, as informações serão captadas através de uma sonda multiparâmetro que medirá os parâmetros físicos e químicos da água. Esse acompanhamento tem como finalidade assegurar que a atividade de piscicultura em tanques rede não polua a água, sendo possível produzir peixes tranquilamente, sem risco de contaminação no rio”, afirmou.

O evento foi promovido pelo prefeito do município de Lajeado, Junior Bandeira, que deu as boas-vindas aos participantes e reiterou em seu discurso a importância do alinhamento entre as instituições e o governo do Estado. “O peixe é a nova fonte alimentar mundial, e temos hoje no nosso Estado essa facilidade de contar com o Governo do Estado e com tantos parceiros interessados em somar nesse projeto de produção da tilápia”. O prefeito ainda pontuou que “o próximo passo é a criação de uma associação que vai trabalhar junto com a colônia, e posteriormente regularizar a área do parque”.

A secretária do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Miyuki Hyashida participou da visita e compartilhou com os participantes a experiência adquirida com a criação de peixes, ressaltando a importância do suporte oferecido pelo governo. “Trabalho há 30 anos com a piscicultura no Estado. Estamos em um momento em que contamos com o incentivo do nosso governador, Mauro Carlesse, para alavancar a produção de tilápias com sustentabilidade. Vamos desenvolver ainda mais a área de piscicultura aqui no Tocantins, alcançando o nosso objetivo que é, enquanto Estado, aumentar a produção de peixes gerando renda para a nossa população”.

A visita em campo também contou com a participação do diretor de pesca do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), Márcio Marcolini, que apresentou a quantidade estimada de produção de tilápias. “A expectativa é que sejam produzidos 48 mil kg por lote anualmente após a implantação e funcionamento do projeto, e com essa quantidade de peixes, os pescadores artesanais passam a ser aquicultores”, disse. Ainda segundo o diretor “a previsão é que isso gere uma lucratividade e melhoria na qualidade de vida das pessoas, além de impulsionar financeiramente o município”.

Para o produtor Geânio Lopes Abreu, a proposta de ampliar a criação de peixes surge como uma ótima oportunidade de crescimento e fortalecimento da Colônia de Pescadores. “Acreditamos que em breve vamos alcançar a capacidade produtiva total da área do parque que pode chegar a 700 toneladas de peixes por ano, com a ajuda do poder público na implantação desse projeto. Não é fácil a vida dos piscicultores, e precisamos muito desse incentivo, que chega para somar e dar uma alavancada no nosso trabalho”, avaliou o produtor.

Presente na visita técnica, o presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins), Fabiano Miranda, se colocou à disposição dos produtores para que o município seja um grande polo de produção de pescado. “Essa ação é um engajamento de todos nós que abraçamos essa causa, com total apoio do Governo do Estado, para que o produtor possa se qualificar, gerar emprego, renda e conquistar sua independência financeira, além de promover o desenvolvimento social e econômico de Lajeado”, frisou Fabiano Miranda.

"Nós, órgãos ambientais do Estado, vamos trabalhar juntos para desenvolver políticas públicas que promovam a geração de emprego, renda e principalmente a produção de alimentos que hoje é uma prioridade mundial. O Tocantins é privilegiado com todo potencial hídrico que possui para a produção de tilápias, que é um compromisso do Governo do Tocantins para o desenvolvimento econômico e social do Estado e tudo isso respeitando a legislação ambiental”, enfatizou o presidente do Instituto Natureza do Tocantins, Renato Jayme.

Segundo o secretário Executivo da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), Adenieux Rosa Santana, temos os recursos hídricos e os parceiros que fornecem o conhecimento necessário à nossa disposição para colocarmos em prática esse projeto. Precisamos conhecer os gargalos para desenvolver a piscicultura no Tocantins, e hoje, estamos aqui também para ouvir os piscicultores e entender as dificuldades”, frisou.