Entidades pedem apoio do Estado para a elaboração da Carta Náutica do Lago

  • 21/Dez/2020 18h02
    Atualizado em: 21/Dez/2020 às 18h05).

Proposta visa a atração de eventos para o Lago da UHE Luís Eduardo Magalhães.

O Lago da UHE Luís Eduardo Magalhães tem grande potencial para se tornar um dos principais atrativos turísticos da Capital, mas algumas ações devem ser tomadas neste sentido. Visando o apoio do Governo do Estado na elaboração na Carta Náutica do Lago e fomento de atividades turísticas e esportivas, os presidentes da Associação Brasileira de (Abih/TO), Marcos Koche, e da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav/TO), Marcelo Perim, estiveram reunidos nesta segunda, 21, com presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) e secretário de Indústria, Comércio e Serviços (Sics), Tom Lyra.

Na solicitação, que também é referendada pela presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/TO), Ana Paula Setti, os empresários defendem a melhor exploração do lago para atrair eventos e garantir a maior permanência de visitantes na Capital, que hoje conta com uma eficiente rede hoteleira e gastronômica, mas ainda é pouco divulgada em nível nacional.

“Acreditamos que este vai ser um passo importante para a realização de eventos”, ressaltou Marcos Koche, completando que as entidades também defendem a criação de um calendário anual de eventos que possa ser divulgado com antecedência, além de evitar choques nos agendamentos. Marcelo Perim também pontuou que o clima de incerteza provocado pela pandemia da Covid-19 deve ser combatido com estratégias que garantam a segurança de realizadores e visitantes.

Tom Lyra ressaltou as ações realizadas entre 2019 e 2020, voltadas a qualificação de condutores de pesca esportiva e atração de agências especializadas, por meio de Famtur nos lagos de Palmas e Peixe, no Sul do Estado. Ressaltou que é a favor do melhor aproveitamento do lago, mas é preciso respeitar a legislação ambiental. E colocou-se a disposição da classe empresarial para levar projetos ao governador Mauro Carlesse.