Cafundó do Brejo leva o título de junina campeã 2020 pelo terceiro ano consecutivo

  • 30/Nov/2020 16h51
    Atualizado em: 30/Nov/2020 às 17h08).

Muita animação, com forró, arrasta-pé e alegria, foi o que se viu no início da madrugada desta segunda-feira, 30, após concluída a apuração do Arraiá da Capital que trouxe como grande campeã a junina Cafundó do Brejo, seguida pelas quadrilhas Pizada na Butina e Arrasta Pé do Liberdade.

A festa é realizada pela Fundação Cultural de Palmas (FCP), sempre com grandes apresentações das quadrilhas e participação do público, mas este ano teve de se adequar às exigências das medidas sanitárias para conter a contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19). Por isso o evento foi transmitido em formato de live, sem participação do público.

O presidente da Cafundó do Brejo, Cláudio Maranhão, lembrou que a quadrilha é a mais antiga de Palmas. “Mantivemos viva esta chama do São João desde 1993 e este trabalho mostra um trabalho maravilhoso de toda a equipe, que se preocupa em profissionalizar-se. Estamos trazendo as pessoas da comunidade para dentro do espetáculo, que são os figurinistas, costureiras, grafiteiros, pintores, serralheiros, enfim; creio que esta seja a razão de, por três anos, seguidos sermos campeões e já termos conseguido o título de melhor junina 12 vezes”, comemorou.

Um júri composto por 12 membros acompanhou as apresentações de quarta-feira, 25, até sábado, 28, com apuração na noite deste domingo, 29. Diferente de anos anteriores, o resultado não altera o ranking das juninas, uma vez que as apresentações foram só dos casais, nas categorias Cangaço, Reis e Noivos, além da Rainha das Juninas.

A programação deste último dia da festa junina contou com a apresentação do cantor Theo Santana, que trouxe um repertório variado, com novos ritmos. O artista também trouxe para a noite o hit que não pode faltar em suas apresentações o ‘Guery-guery’, música que ele chama de hino do Tocantins.

Resultados

Tanto no Grupo de Acesso, quanto no Grupo Especial foram avaliados os concorrentes das categorias Casal Cangaço, Casal de Reis e Casal de Noivos.
No Grupo de Acesso as juninas vencedoras foram as seguintes: São João das Palmas, na categoria Casal Cangaço; Explosão Caipira, categoria Casal de Reis e Fogo na Cumbuca, como Casal de Noivos.

O casal de Noivos do Fogo na Cumbuca, Raila Caroline e Jeferson Santana, ficou muito emocionado com o resultado. Ambos descreveram a vitória, como algo que transcende a premiação e repercute de forma positiva na vida. "São muitos ensaios, a gente virava a madrugada e agora só temos o que agradecer e comemorar. Nós estamos entrando na vida adulta agora, sabendo o quanto custa pagar boletos. E fazer parte da junina é uma forma de compensação, traz felicidade e razão para a vida da gente", disse Raila, acrescentando que já teve amigos que inclusive conseguiram sair de caminhos perigosos, como o das drogas e o alcoolismo.

Jeferson, por sua vez, disse que ao lado de Raila lutou bastante para alcançar esta vitória. "Criei a coreografia baseada no que estávamos vivendo, ensaiamos pelas madrugadas, saíamos dos ensaios e íamos buscar figurino na costureira para bordar. Enfim, foi muito tempo e agora conseguimos. Estamos muito felizes", disse.

Já os vencedores da categoria Casal de Noivos, Kelly Cristina, e Murilo Honório Castro da Silva, da Junina Fogo na Cumbuca, também consideraram a vitória como a coroação de uma trajetória de desafios, noites insones e muita concessão. "Muitas vezes saí do trabalho direto para os ensaios. Tiveram dias que até duvidei que conseguiríamos, mas hoje, eu senti que seríamos vitoriosos", relatou Kelly Cristina.

"Este ano aceitei o desafio de ser o noivo, porque na verdade sou marcador. E como estou feliz. Ensaiamos na madrugada de sexta-feira para sábado, ficamos exaustos, mas valeu a pena", contou Murilo. Ele também lembrou que a Quadrilha Fogo na Cumbuca faz 10 anos. "E apesar de sermos do Grupo de Acesso somos uma junina muito trabalhadora e comprometida para termos bons resultados", acrescentou.

Grupo Especial

Após os resultados do Grupo de Acesso seguiu-se à apuração do Grupo Especial, que teve como vencedores das categorias Casal Cangaço e Casal de Reis os integrantes da Cafundó do Brejo, Pedro Neto e Fernanda Lopes. O resultado levou o casal vencedor às lágrimas. “Não consigo mencionar o tamanho da emoção, mesmo com todas as limitações impostas pela pandemia, apesar da falta do público, do formato de live, a felicidade é imensa", revelou Pedro Neto. "É incrível o que estamos sentindo agora, depois de meses. Contamos com apoio dos amigos, mesmo nos ensaios das madrugadas e só temos o que agradecer", afirmou Fernanda.

O Casal de Reis vencedor do Grupo Especial, Jaqueline Guimarães e Pabbylo Nunes, também da Cafundó do Brejo, comemorou muito a conquista do título. Jaqueline, a noiva, que é educadora física, disse que ser campeã supre tudo o que foi deixado em segundo plano durante a preparação. "Foram meses de ensaio, muito cansaço, mas valeu a pena. Estou muito feliz com isso tudo", confessou.

Já o título de Casal de Noivos do Grupo Especial ficou com a junina Pizada da Butina. O presidente do grupo junino, Filemon Pinheiro, foi quem recebeu o título e disse que o resultado é uma conquista conjunta e fruto de um trabalho longo. “Agora é só comemorar e agradecer”, comentou.

Ao final, o presidente da Fundação Cultural de Palmas, Giovanni Assis, se mostrou bastante feliz com o evento, que, segundo ele, mesmo com as imposições impostas pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19) teve um brilho especial. “Este ano precisamos nos adaptar, realizar o Arraiá nesse formato de live, sem público, mas o engajamento de nossa equipe e das quadrilhas tornou tudo muito gratificante. O sentimento é de dever cumprido e de gratidão”, disse, emocionado.

Resultado Geral

Junina Cafundó do Brejo - 1º lugar

Pizada na Butina - 2º lugar

Arrasta Pé do Liberdade - 3º lugar

Matutos da Noite - 4º lugar

Coronéis da Sucupira - 5º lugar