Otoniel vai reduzir valor do IPTU e suspender cobrança judicial do imposto

  • 16/Out/2020 17h28
    Atualizado em: 16/Out/2020 às 17h38).

O candidato a prefeito de Porto Nacional, Otoniel Andrade (PTB), afirmou nessa quinta-feira, 15, que vai rever o valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), na sede do município e em Luzimangues, além de suspender sua cobrança por via judicial. A garantia foi dada em uma série de reuniões realizadas por candidatos a vereador em diferentes bairros da cidade.

Segundo ele, os atuais valores do imposto serão reduzidos em cerca de 50% já no início de 2021. “Além da redução, no primeiro mês da nossa próxima gestão, vamos suspender todas as ações judiciais de cobrança do IPTU; negociaremos, de forma amigável, com todos os contribuintes inadimplentes em razão de suas dificuldades financeiras, facilitando e parcelando o pagamento”, garantiu.

O prefeiturável criticou também o que chamou de “falsa mudança”, propagada por seus adversários. Referindo-se ao nome da coligação encabeçada por ele – A mudança é pra quem sabe fazer – lembrou que não se promove transformações com a troca de nomes na política, mas de mentalidade.

“Estou preparado para fazer as transformações que nosso município precisa, em todas as áreas. Para mudar é preciso nova mentalidade, mas aliada à experiência. Aprendi com os acertos e os erros, e vou pôr em prática esse aprendizado. Sou o mesmo Otoniel, o verdadeiro baixinho, só que renovado, e com uma equipe também diferente e preparada.”, disse.

Outras propostas

Otoniel destacou também suas propostas para reaquecer a economia portuense, com vistas a abrir novos postos de trabalho na sede do município e no distrito de Luzimangues.

Para isso, vai desburocratizar e reduzir taxas cobradas pelo município para o setor empresarial, asfaltar o Parque Industrial de Porto Nacional, consolidar e atrair empresas para a Zona Especial de Negócios e Exportações (ZEN) de Luzimangues, considerada o maior complexo industrial da América Latina, com cerca de 11 milhões de metros quadrados.

Reafirmou ainda sua proposta de implantar no lago da Usina de Lajeado um parque aquícola, com capacidade de produção de até 270 mil toneladas por ano, o que representa cerca de um terço de toda a produção de pescados do país. (Rubens Gonçalves)