Eli Borges quer Guarda Metropolitana fortalecida para garantir segurança dos turistas que virão a Palmas

  • 16/Out/2020 17h00
    Atualizado em: 16/Out/2020 às 17h02).

“A Guarda Metropolitana será muito forte no meu governo”, afirmou o candidato a prefeito Eli Borges (SD), durante reunião com a diretoria do Sindicato dos Guardas Metropolitanos de Palmas (Sigmep). “Vou revolucionar o turismo de Palmas, virão milhares de turistas para cá, então preciso de uma guarda fortalecida para dar segurança à população e àqueles que virão a Palmas todo final de semana para o nosso calendário permanente de eventos”, reiterou Eli Borges.

O candidato da coligação “Um Novo Tempo! Valorizando Honestidade, Família, Governando com Deus e o Povo” recebeu da presidente do Sigmep, Neide Carvalho da Silva uma lista de reivindicações. “Não tenho dúvidas de que vamos fazer o concurso, até porque muitos estão se aposentando e a Guarda Metropolitana será nossa parceira na segurança que vamos implantar na Capital”, ressaltou. “Dentro do meu projeto de impactar o turismo de Taquaruçu e atrair milhares de turistas para Palmas, eu vou precisar de uma guarda fortalecida para que o turista se sinta seguro na nossa capital, então fica o meu compromisso de que a guarda não será tratada como foi nos últimos anos”, garantiu.

Eli Borges lembra que como vereador votou a favor da Guarda Metropolitana e posteriormente votou ampliando os seus poderes. “Agora só quero que acreditem que quando prometo, eu cumpro”, assegurou. “Vamos dar autonomia orçamentária à Guarda”, declarou. O candidato a prefeito disse ainda que irá buscar recursos em Brasília para a segurança, junto ao Governo Bolsonaro. “A Prefeitura e com as parcerias federais vamos tornar a Guarda uma instituição forte de segurança”, afirma Eli.

Conforme Eli, o seu plano de governo já contempla propostas de um aparelhamento da Guarda Metropolitana e suporte das novas tecnologias com a instalação de monitoramento eletrônico nas entradas e saídas da cidade, locais de eventuais aglomerações, pontos estratégicos, com centrais de acompanhamento diuturno.

“Faremos o monitoramento eletrônico diuturnamente das entradas e saídas da cidade, assim quando ocorrer qualquer criminalidade ou desaparecimento de pessoas, como já ocorreu em Palmas, as câmeras irão registrar”, explicou. Ele voltou a se comprometer em oferecer um plano de saúde para todos os servidores, a fim de desafogar a rede pública. Também acenou para melhorias na sede da instituição e na garantia dos direitos adquiridos pela classe.

Uma guarda protetora

Eli Borges quer aproximar a Guarda da população. “Vou acabar as multas de trânsito excessivas”, afirma. “Você sai na rua tem alguém com radar escondido atrás da moita pra te multar. Todo erro você tem que punir, mas nada de excesso. Tem que ter equilíbrio”, defende. “No meu governo, o papel da Guarda Metropolitana será mais de oferecer segurança do que multar o cidadão”, anuncia. (Ascom/Eli Borges)