Taxa de ocupação hospitalar continua em baixa na Capital

  • 14/Out/2020 15h15
    Atualizado em: 14/Out/2020 às 15h23).

A Capital do Tocantins segue com baixa taxa de ocupação hospitalar e mantém a faixa verde, ou seja, as internações estão abaixo de 50%. De acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal da Saúde (Semus), o percentual dessa terça-feira, 13, pós-feriado do Dia da Padroeira do Brasil – Nossa Senhora Aparecida – é de 23,8%. Já a taxa de ocupação de leitos clínicos públicos e privados é de 14,9% e a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) públicos e privados em Palmas é de 23,8%.

Os leitos de estabilização das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Norte e Sul estavam zerados nessa terça-feira, 13, mesmo dia em que 200 pacientes receberam alta da doença. Até o momento, 9.588 pessoas em Palmas conseguiram vencer o vírus e ficaram curadas da Covid-19.

A Vigilância Epidemiológica informa que após 212 dias de resposta, até às 12 horas do dia 13 de outubro de 2020, Palmas totalizou 69.163 notificações para síndrome gripal (SG), onde estão incluídos também os casos suspeitos para Covid-19, sendo: 23.153 descartados e 16.719 casos confirmados (números acumulados) para a doença.

Situação Atual

Nesta edição do Boletim Epidemiológico foram registrados nove casos novos da Covid-19 em Palmas, sendo três mulheres e seis homens. Dos novos casos, todos estão em isolamento domiciliar.

Na situação atual, o município tem 57 pacientes hospitalizados por conta da enfermidade, sete a menos que o dia anterior. Desse número, 34 (54,8%) residem em Palmas e 28 (45,2%) são habitantes de outras cidades e/ou estados.

A Capital conta com 165 óbitos causados em decorrência de complicações do novo coronavírus, o que dá uma taxa de letalidade de 0,99%.

Testes

Dos 251 testes para detectar a Covid-19 na Capital, o Laboratório Municipal realizou 137, sendo que apenas um foi confirmado positivo para a doença. O Laboratório Central do Estado (Lacen-TO) testou 20 pessoas (três positivos) e 17 negativos. Já os laboratórios privados e as farmácias testaram 94 pessoas (cinco positivos). (Fonte: Semus/Palmas)