Em Pugmil PTB oficializa Nazaré e Preta do Zé Neto

  • 16/Set/2020 12h56
    Atualizado em: 16/Set/2020 às 13h07).

Em Pugmil o Partido Trabalhista Brasileiro aprovou ontem, 15, em convenção, as candidaturas de Nazaré Amâncio e Preta do Zé Neto aos cargos de prefeito e vice-prefeito nas eleições desse ano.

Filho de família tradicional e pioneira no município, Nazaré foi vereador e presidente da Câmara por 2 mandatos e prefeito de Pugmil no período de fevereiro de 2019 a fevereiro de 2020.

Nazaré ressaltou em seu pronunciamento que tem apoio do presidente estadual do partido e presidente da Assembleia Legislativa, deputado Antônio Andrade, “É motivo de muito orgulho ter apoio popular e receber a confiança e o apoio do deputado Antônio Andrade. Um apoio que irá possibilitar a canalização de grandes obras e importantes projetos para Pugmil. Um apoio que manterá um canal aberto e direto com o Palácio Araguaia e também com o Governo Federal, pois o PTB é um partido aliado dos governos estadual e federal”, ressaltou Amâncio.

Para a candidata a vice, Preta do Zé Neto, que também já foi vereadora na cidade, o grupo tem muito apoio popular. “Estamos construindo um projeto de Gestão com atenção às reais necessidades da população, pois somos do povo e vivemos as dificuldades na pele. Não temos projeto de poder e sim um projeto de servir nossa população”, ressaltou a candidata.

O deputado estadual Antônio Andrade enviou mensagem aos convencionais e candidatos reafirmando seu compromisso com a população de Pugmil. “Nazaré, Preta e nobres vereadores, tranquilizem a população em suas caminhadas. Vocês têm o apoio do PTB Estadual, do PTB Nacional, do meu gabinete na Assembleia Legislativa e do Governo do Estado. Não permitiremos perseguições, o povo de Pugmil poderá votar livremente. O povo de Pugmil saberá escolher o melhor pra sua cidade e eu acredito que o melhor é Nazaré Amâncio”, finalizou Andrade.

A convenção aprovou também as candidaturas ao cargo de vereador pelo PTB de Adailton Nunes, Emivaldo Carreiros, Alessandro “Arroz”, Irmão Irineu e Ednalva Dourado.