Dados da OMS revelam que a cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo

  • 10/Set/2020 17h23
    Atualizado em: 10/Set/2020 às 17h25).

Grupo de voluntários em Palmas fornece apoio psicológico gratuito

Os números são preocupantes: a cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo, e mais, 90% dos casos podem ser evitados. Os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) demonstram a importância do Setembro Amarelo, uma campanha que busca conscientizar sobre a prevenção ao suicídio, através de diálogos e discussões que abordem o problema.

Atualmente, o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idades entre 15 e 29 anos. Todos os dias, pelo menos 32 brasileiros tiram suas próprias vidas.

“Devemos aproveitar o Setembro Amarelo para incentivar as pessoas a procurarem ajuda profissional. Devemos estar atentos a pessoas que apresentam retraimento, irritabilidade, pessimismo ou apatia, que sofrem mudanças nos hábitos alimentares ou de sono. Nesses casos, incentive a pessoa a procurar ajuda profissional”, explicou a psicóloga Bruna Medeiros Freitas (CRP23/1777).

Em Palmas, o Projeto Sal de Palmas, que reúne um grupo de voluntários fornece, desde o início da pandemia, o apoio psicológico gratuito a quem desejar. Basta ligar no telefone (63) 9 8458-2062 e agendar.

“Somente nos primeiros dias de atendimento, os voluntários do projeto deram apoio a quatro pessoas que já haviam tentado suicídio durante o isolamento. Ficamos muito impressionados com esses números”, enfatizou a idealizadora do projeto e empresária, Léia Freitas.

Como o Setembro Amarelo começou?

A campanha teve início no Brasil, em 2015, pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). A Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio (IASP) estimula a divulgação da causa em todo o mundo no dia 10 de setembro, data na qual é comemorado o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.