Lei Aldir Blanc: diálogo marca videoconferência entre Governo do Tocantins e agentes culturais

  • 31/Jul/2020 15h58
    Atualizado em: 31/Jul/2020 às 16h09).

Gerenciamento, planejamento e execução dos recursos foram temas centrais da reunião.

Discutir as diretrizes da Lei de Emergência Cultural, mais conhecida como Lei Aldir Blanc. Este foi o objetivo do encontro virtual, mediado pelo ator Cícero Belém, que aconteceu na noite dessa quinta-feira, 30. Cerca de 70 representantes de instituições culturais do Estado, organizados através do movimento Mobiliza Tocantins, estiveram presentes no encontro, que contou com a participação de Aldo Valentim, representante do Ministério do Turismo, Tom Lyra, presidente da Adetuc, e equipe técnica da pasta.

Marcada pelo diálogo, a reunião teve como pontapé inicial a leitura da carta aberta elaborada pelo Mobiliza. Tom Lyra discutiu com os participantes as demandas e prioridades elencadas na carta. Em seguida, o espaço foi aberto para questionamentos e cada representante, previamente inscrito, pôde fazer sua pergunta relacionada ao gerenciamento, planejamento e execução dos recursos da Lei Aldir Blanc.

“Estamos satisfeitos e gratos ao Governo e à Adetuc pela disponibilidade de nos atender. Sabemos da importância histórica dessa lei e queríamos ouvir a equipe técnica da pasta para alinharmos os projetos e desenvolvermos as ações de forma conjunta”, agradeceu Kaka Nogueira, presidente da Federação Tocantinense de Artes Cênicas (Fetac).

“Valorizar a cultura do Estado faz parte da gestão do governador Mauro Carlesse. Nos sentimos honrados e agradecemos a participação e engajamento dos representantes das instituições culturais do Tocantins. A equipe da Adetuc está à disposição para receber sugestões de projetos. Com o auxílio e parceria de todos os setores culturais do nosso Estado, poderemos otimizar o gerenciamento dos recursos”, pontuou Tom Lyra, reforçando que “um comitê gestor, composto por servidores da pasta, foi criado com o objetivo de acompanhar de perto as atualidades relacionadas à lei. Além disso, disponibilizamos espaço para a participação e composição de integrantes do Movimento Mobiliza no comitê”.

Lei Aldir Blanc – Tocantins

A Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc surgiu com o objetivo de ajudar os agentes da Cultura e os espaços culturais brasileiros nesse período de isolamento social ocasionado pela pandemia do coronavírus. O valor destinado ao Tocantins será de cerca de 35 milhões, sendo cerca de 21 milhões destinados ao Estado e cerca de 13 milhões destinados aos municípios.