Secretários do MATOPIBA se unem para avançar na criação de banco de dados da produção agropecuária da região

  • 21/Jul/2020 14h43
    Atualizado em: 21/Jul/2020 às 14h46).

Ficou definida a criação de um banco de dados para cruzamento de informações e mapeamento das propriedades de produção agropecuária na região

Em teleconferência, na manhã desta terça-feira, 21, os secretários de Agricultura dos estados que compõem o MATOPIBA - Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, se reuniram para definir ações de desenvolvimento na região. Durante a reunião definiram a criação de um banco de dados para cruzamento de informações e mapeamento das propriedades de produção agropecuária na região.

O atual presidente do Matopiba, secretário estadual de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura da Bahia, Lucas Costa propôs aos integrantes a criação de um banco de dados. “É importante que unamos esforços para criarmos um banco de dados e alinharmos as informações da produção agrícola e, assim, podermos trabalhar de forma conjunta nesta região promissora”, disse o presidente da instituição, acrescentando que um grupo de trabalho será criado para dar início aos trabalhos.

O secretário da Agricultura, Pecuária e Aquicultura do Tocantins (Seagro) e presidente Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Thiago Dourado se prontificou em trabalhar como parceiro na criação do banco de dados. “É uma ação positiva, no Estado já fazemos o serviço de tecnologia de mapeamento e fotometria, em conjunto com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). É muito importante esse cruzamento de dados entre os estados, para chegar ao produtor no campo”, informou.

Participante da teleconferência, o secretário Nacional de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), César Halum expressou apoio ao grupo para desenvolver ações conjuntas entre as instituições. “A Conab é grande parceira e já tem uma estrutura de coleta avançada, produção, produtividade e variação da produção; agora é unir os esforços para desenvolver a produção na última fronteira agrícola do país, com alto poder de crescimento econômico”, ressaltou.

Projeto

Ainda na teleconferência, o secretário nacional do MAPA lembrou do projeto em andamento da cadeia produtiva da carne sustentável no valor de R$ 30 milhões. “Já estamos executando especificamente no Tocantins o projeto da cadeia produtiva sustentável da carne. Temos uma pecuária de corte muito desenvolvida e precisamos estar alinhados com as exigências do mercado, no qual está a produção de carne sustentável, nos tornando assim mais competitivos”, detalhou.

A Conservação Internacional (CI-Brasil) é responsável pela implementação do projeto financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF).

Participaram também da reunião, o secretário Executivo da Seagro, Adeniux Santana, o vice-presidente da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Francisco Pereira Ramos e o diretor de Defesa Agropecuária da Adapec.