Senador Eduardo Gomes: a ponte que liga o Tocantins ao Palácio do Planalto

  • 20/Jul/2020 16h39
    Atualizado em: 20/Jul/2020 às 16h46).

*Por Joana Castro

Em seu primeiro mandato no Senado da República, Eduardo Gomes, que foi o mais bem votado nas últimas eleições, tem se destacado no cenário nacional, e pela sétima vez está entre os cem parlamentares mais influentes do Congresso Nacional, conforme o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap).

No Tocantins, o político não só é muito conhecido desde a criação do nosso Estado como também querido pelos tocantinenses. Hoje ele representa o “passe” mais caro do nosso Estado, mas a trajetória política de Gomes iniciou no norte do Estado, quando assumiu no final da década de 80, a Secretaria da Educação do Município de Xambioá. De lá para cá são mais de 30 anos de serviços prestados ao Tocantins, trabalho este que o fez galgar outros projetos tornando-o Senador da República.

Em 1996 participou da sua primeira disputa eleitoral que o credenciou vereador em Palmas, sendo reeleito para o cargo por mais quatro anos. Durante o mandato assumiu a Presidência da Câmara e apresentou diversos projetos que beneficiaram todos os bairros e setores da Capital. Neste período, Gomes já se destacava pelo bom convívio, habilidade conciliadora, de fácil acesso e diálogo.

Em 2003 mudou-se para Brasília para assumir uma das oito vagas como deputado federal; foi reeleito em 2006 e 2010. Nos três mandatos não foi diferente, fez amigos, ganhou aliados, prestígio entre as lideranças nacionais. Penetrou em todas as correntes políticas, independente da sigla partidária. Em seus mandatos preocupou-se com os 139 municípios, destinou recursos e ganhou de vez a confiança dos tocantinenses. Em Brasília Eduardo Gomes assumiu funções importantes, ficou conhecido nacionalmente.

Em 2014 disputou pela primeira vez o Senado Federal, mas naquele pleito não conseguiu a vitória. Nos quatro anos sem função eletiva, não sumiu como é de costume da maioria dos políticos, mas realizou uma série de visitas aos municípios, o que lhe permitiu conhecer bem a realidade do estado. Mesmo sem mandato, usufruindo do prestígio e das amizades construídas nos órgãos governamentais em Brasília, continuou trabalhando pelo Tocantins, destravando recursos das Emendas Parlamentares destinadas às prefeituras do Estado.

Em 2018, em sua segunda disputa ao Senado, foi o mais bem votado. Com uma visão estratégica, migrou-se para o MDB, articulado conseguiu um cargo importante na Mesa Diretora do Senado, e em outubro de 2019, assumiu a liderança do Governo no Congresso Nacional. Hoje Gomes não é só uma das pessoas mais próximas do presidente da República, ele é o defensor da presidência no parlamento e certamente a ponte que nos liga ao Palácio do Planalto.