Exonerações na prefeitura de Palmas agita meio político na capital

  • 25/Mar/2020 18h19
    Atualizado em: 25/Mar/2020 às 18h22).

O Diário Oficial desta terça-feira, 24, trouxe rescisão de 40 contratos temporários da Secretaria Municipal de Educação (Semus). Conforme a prefeitura, os servidores em questão foram exonerados porque mesmo começando a trabalhar, não apresentaram a documentação exigida. Além dos 40, também foram exonarados alguns cargos comissionados.

Nos bastidores, o que se comenta é que os exonerados são indicações políticas do vereador Gerson Alves, que rompeu com a prefeita essa semana, por discordar da contratação de empresa de publicidade em plena crise do Coronavírus.

Vereadores de oposição à prefeita Cinthia Ribeiro classificam as exonerações como vingança da gestão pelo rompimento político.