Prefeitura e feirantes elaboram plano de contingência para retornar atividades com segurança

  • 18/Mar/2020 17h53
    Atualizado em: 18/Mar/2020 às 17h56).

A Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Emprego (Sedem) e parceiros começaram a colocar em prática nesta terça-feira, 17, o plano de contingência para as feiras que paralisaram suas atividades na segunda-feira, 16, em atendimento à situação de emergência referente ao coronavírus (Covid-19) no Decreto Nº 1.856/2020.

O plano, que tem por objetivo atender demandas das feiras com medidas de saneamento e contenção para melhorias destes espaços, está sendo elaborado visando que as atividades sejam realizadas com segurança, evitando a propagação do vírus com medidas que irão sanar aglomerações e ampliarão as distâncias entre os frequentadores dos espaços.

“Como as feiras são locais de grande fluxo, houve-se a necessidade da criação de uma portaria em cima do Decreto para paralisar. Nós estamos na elaboração deste plano de contingência para que a população volte a comprar seus alimentos, e também para acharmos a melhor solução, na forma que faremos a manutenção destas feiras com medidas preventivas sendo postas em prática para a saúde dos feirantes e dos visitantes", afirmou a secretária da Sedem, Adriana Almeida.

Feirante em Palmas desde 1991, Valdemir Silva, 48 anos, mais conhecido como o “Rei da Melancia”, destaca a importância do plano de contingência para abertura das feiras uma vez que o fechamento do espaço é prejuízo para os pequenos produtores e para a população em geral. “A Prefeitura está agindo de forma correta em convidar a gente para articular uma alternativa para que possamos fazer o necessário com foco principal na higiene, dentro dos padrões da vigilância sanitária nesse período delicado que nós brasileiros estamos vivendo",  disse ele.

Segundo Silva, o plano é justamente para que ninguém saia no prejuízo. “Para que o pequeno produtor consiga vender a sua mercadoria e a população realizar suas compras de forma tranquila e segura”, relata.

Neste plano, a Sedem contará com o apoio da Agência Municipal de Turismo (Agtur); Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Regularização Fundiária e Serviços Regionais (Sedurf); Secretaria da Infraestrutura, Cidades e Habitação (Seinfra); Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu); a Vigilância Sanitária por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), que irá direcionar todas as necessidades de adequação para as feiras, e representantes dos feirantes.