Sessão de encerramento do ano legislativo é marcada por reflexões e agradecimentos

  • 12/Dez/2019 16h03
    Atualizado em: 12/Dez/2019 às 16h04).
Sessão de encerramento do ano legislativo é marcada por reflexões e agradecimentos Foto: Aline Batista/CM Palmas

As atividades parlamentares desta quinta-feira, 12, marcaram o encerraram das sessões ordinárias na Câmara Municipal de Palmas no ano de 2019. Segundo o Regimento Interno, o parlamento entra em recesso a partir de segunda-feira, 16 e retoma os trabalhos em 5 de fevereiro de 2020.

Em seus pronunciamentos os parlamentares destacaram o trabalho desempenhando pela Casa Legislativa ao longo do ano, como também discorreram sobre as matérias aprovadas de interesse da população palmense. O presidente Marilon Barbosa (PSB), agradeceu a todos pela cooperação nas atividades da Câmara.

“Quero agradecer a todos os vereadores e servidores, pela colaboração com a Mesa Diretora nesse ano de 2019, na condução dessa Casa. Hoje enceramos as atividades legislativas ordinariamente. Aprovamos muitos projetos, tanto de autoria do Executivo, quanto os que foram propostos pelos nossos pares. Espero que em 2020 possamos dar continuidade ao trabalho feito esse ano, sempre respeitando todos. Nós só chegamos ao nosso objetivo quando colocamos Deus em primeiro lugar. Sem Ele, nenhum de nós estaria aqui”, refletiu o presidente.

Na ocasião, a líder do Executivo, Laudecy Coimbra (SD), falou sobre a importância do Parlamento no debate de ideias. “Respeito a todos os colegas que hoje fazem oposição ao Executivo, porque as ideias contraditórias sustentam e fortalecem a democracia. O parlamento é o lugar, por excelência, do debate e das divergências de ideias, e isso nos fortalece, nos faz crescer e sermos cada vez melhores. Agradeço aos colegas vereadores, aos servidores da Câmara e a todos que conviveram com a gente ao longo desse ano”, agradeceu Laudecy.

Também usaram a tribuna durante a sessão com os mesmos propósitos, os vereadores Folha Filho (PSD), Diogo Fernandes (PSD), Irmão Jairo (PSL), Adão Índio (Cidadania), Milton Neris (Progressistas), Moisemar Marinho (PDT), Jucelino Rodrigues (PSC), Tiago Andrino (PSB), Rogerio Santos (Republicanos) e Vandim do Povo (DC). (Fonte: Dicom)