Jovem senadora do Tocantins compartilha experiência de aprendizado no Programa

  • 28/Nov/2019 16h08
    Atualizado em: 28/Nov/2019 às 16h12).
Jovem senadora do Tocantins compartilha experiência de aprendizado no Programa Foto: Divulgação

A estudante do Colégio Estadual Dom Alano Marie Du Noday, de Palmas, Elda Chaves de Macedo, está em Brasília representando o Estado no Programa Jovem Senador. Junto a outros 26 estudantes, cada um representando uma unidade da federação, ela participa, durante toda a semana, de uma simulação na qual são eles os legisladores do País.

Os 27 estudantes são vencedores do concurso de redação do Programa Jovem Senador, cujo tema foi “Cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil”. Neste ano, no Tocantins, foram registrados 275 inscritos.

Elda contou que a maior parte do tempo fica no Senado e participa de discussões junto aos colegas, divididos em 3 comissões com 9 estudantes cada uma. As comissões debatem sobre projetos de leis que podem ser criados.

“Estou aprendendo muito sobre como as leis são criadas, e vi que não é tão fácil quanto eu achava”, pontuou a estudante.

Para participar do certame, Elda escreveu a redação ‘Democracia e Participação’, que aborda a Constituição Federal e a participação do cidadão na sociedade. “Relacionei a democracia e como ela envolve o cidadão, além de falar porque é importante entendermos que a Constituição existe e garante os nossos direitos, já que vivemos numa democracia”.

Junto a sua comissão, ela desenvolveu um projeto parecido. É o ‘Minuto da Constituição’. “O projeto da minha comissão serve para que sejam veiculadas propagandas na TV, no rádio e na internet sobre a Constituição, para a população entende-la”, explicou.

Eles tomaram posse na terça-feira, 26, no Plenário do Senado Federal. Além das atividades de senadores, os estudantes realizaram visitas a pontos turísticos, como Praça dos Três Poderes. O retorno de Elda para o Tocantins será no sábado.

Programa Jovem Senador

O Projeto Jovem Senador foi criado em 2011 e dá aos estudantes do ensino médio de escolas públicas estaduais com idade até 19 anos a chance de conhecer de perto o processo legislativo brasileiro. Para concorrer, os jovens fazem redações sobre um assunto determinado a cada ano. (Fonte: Secom/TO)