“O Flamengo faz sua torcida sofrer resolvendo no final, mas isso está ligado a estratégia da inteligência emocional manipulada por Jesus"

  • 25/Nov/2019 12h12
    Atualizado em: 25/Nov/2019 às 12h17).
“O Flamengo faz sua torcida sofrer resolvendo no final, mas isso está ligado a estratégia da inteligência emocional manipulada por Jesus Foto: Divulgação/Contam Estórias

No comando do técnico português Jorge Jesus, o Flamengo comemorou neste final de semana dois títulos, o bicampeonato da Copa Conmebol Libertadores da América e o heptacampeonato brasileiro. É sabido que o grande responsável pelo feito é Jorge Jesus e como mudou a maneira de uma equipe brasileira jogar. Claro, não tirando o mérito dos jogadores já que o Flamengo tem o elenco mais caro do Brasil e com grandes profissionais mas que, somente mudou sua forma de jogar depois da chegada do treinador português.

Avaliando a maneira do Flamengo jogar, o jornalista, filósofo e membro da Mensa, associação de pessoas mais inteligentes do mundo com sede na Inglaterra, que é especialista em estudos da mente humana, o lusodescendente Fabiano de Abreu atualmente mora em Portugal e de lá, avaliou o método de trabalho de Jorge Jesus no Benfica e no Flamengo e constatou que o treinador utiliza da sua apurada inteligência emocional para suas conquistas.

A inteligência emocional é a possibilidade do ser humano aprender a lidar com as próprias emoções e usufruí-las em benefício próprio e também em forma de propagação. Assim como aprender a compreender os sentimentos e comportamento das pessoas. Fabiano em um dos seus estudos constatou que uma pessoa com alto QI (inteligência lógica) consegue aperfeiçoar seu IE (inteligência emocional) e tornar-se um grande manipulador e conseguir melhores resultados, como é o caso de Jesus.

"Jesus fala muito da emoção e da razão em suas entrevistas, isso mostra que ele tem consciência desta habilidade que ele possui. Analisando os jogos de Jesus no comando do Benfica e analisando os últimos jogos do Flamengo, leva a crer que ele joga com a psicologia de forma estratégica. São muitos os jogos no comando de Jesus que o time vence apenas no final, quando todos estão desesperançosos e o adversário esperançoso.

A equipe não joga bem ao início, o adversário se convence que está garantido o controle sobre o Flamengo e no final, eles aproveitam-se desta baixa potência do adversário e do cansaço para conseguir o resultado. A frieza com que lidam com o final das partidas enquanto nós, torcedores, estamos para “morrer”, mostra o controle sobre este tipo de inteligência por parte do técnico e também dos jogadores através de uma manipulação, como um comboio.

Por diversas vezes Jesus disse que o que importa é o resultado e os títulos e não a maneira que jogam, mesmo o Flamengo tendo feito jogos bonitos, mas isso, por mérito da habilidade de seus jogadores.

Como eu disse antes em: O segredo de Jorge Jesus, ele tem o perfil de uma pessoa inteligente que é um intelectual e usa as nuances a seu favor. Joga com a emoção para com a razão chegar à lógica que é a vitória”, disse Fabiano de Abreu.

Fabiano finaliza comentando sobre a repercussão do jogo em Portugal: "O repercussão foi muito grande, diversos países da Europa transmitiram o jogo e a multidão nas ruas do Centro do Rio de Janeiro fez o mundo reconfirmar o amor do povo brasileiro pelo futebol e a grandeza do Flamengo. Nas vilas e aldeias portuguesas, todos os cafés encontravam-se cheios e os portugueses torciam como se fosse um jogo do Porto e Benfica e em alguns casos até mesmo com mais vibração. Isso coloca em pauta uma nova teoria que estou escrevendo e lançarei ainda este ano sobre “wi-fi humano” - Neuro Transmissão Sensorial - transmissão de pensamentos através da energia neural".

Joana Freitas que é uma portuguesa dona de um Café no centro de umam pacata vila no norte de Portugal em Castelo de Paiva, disse que há tempos não vê uma torcida tão inflamada a assistir um jogo.

"Nem quando o Benfica joga é assim, tiveram copos a voar, mas não ligo, percebi o tamanho da emoção de quem via o jogo". (Contam Estórias)