Apresentações do Balé Popular do Tocantins iniciaram nesta sexta-feira e seguem até domingo

  • 23/Nov/2019 10h53
    Atualizado em: 23/Nov/2019 às 10h57).
Apresentações do Balé Popular do Tocantins iniciaram nesta sexta-feira e seguem até domingo Foto: Katriel Bernardes/Governo do Tocantins

Com destaque para grandes personalidades, o Balé Popular do Tocantins realizou as duas primeiras apresentações do espetáculo ‘Notavéis’ nessa sexta-feira, 22, no Theatro Fernanda Montenegro, dentro do Espaço Cultural José Gomes Sobrinho. Com suas duas sessões lotadas, 18h30 e 20h30, a produção contou com 15 coreografias, cada uma em homenagem a uma personalidade. Ainda neste fim de semana, terão sessões nos mesmos horários no sábado, 23, e no domingo, 24.

Nesta primeira noite, foram homenageados: Michael Jackson, Rachel de Queiroz, Ayrton Senna, Nicolas Flamel, Tales de Mileto, Tarsila do Amaral, Carmen Miranda, Marcel Duchamp, Zuzu Angel, Bruce Lee, James Brown, Dona Raimunda Quebradeira de Coco, Coco Chanel, Malala Yousafzai, Whitney Houston. Os notáveis homenageados são evidenciados por meio dos figurinos e das coreografias apresentadas no espetáculo.

A estudante Maria Vitória Jardim fez uma apresentação solo, em homenagem à Dona Raimunda Quebradeira de Coco. Ela falou da sua percepção em relação à personalidade que estava representando. “Eu acho ela uma guerreira, uma representante das mulheres, muito importante para sociedade e que a gente não deve se esquecer dela. E a dança é o que me motiva, que me faz ser o que sou”.

Além de dar visibilidade aos homenageados, o Balé Popular do Tocantins revela o talento dos estudantes e a força da dança. “A dança é onde eu me descobri. Quando eu era pequenininha, eu comecei com a ginástica rítmica, e através disso abriram-se muitas portas. A dança é o lugar onde as pessoas se divertem, se encontram, é onde se descobre o amor entre as pessoas, que é tão necessário para os nossos tempos”, apontou a estudante Isabela Pantarotto, de 15 anos.
A estudante Bianca Bezerra, 22 anos, da Escola de Tempo Integral Rachel de Queiroz, também falou da filosofia da dança. “A dança é algo que nos faz expressar a nossa alegria, o nosso olhar de compaixão pelo outro. A dança é ser, mostrar o que você é na sua essência, sem diminuir o outro. A dança te faz ser irmão do outro, ser próximo, ter compaixão e um olhar mais aberto para as pessoas que estão ao nosso redor", destacou.

Público

Com grande parte do público formado por familiares e amigos dos estudantes, não é difícil ver os olhares emocionados dirigidos ao palco onde ocorrem as apresentações. Deusélia das Mercês Dias Pereira falou do orgulho em ver a filha se apresentando. “É uma vitória para minha filha. É motivo de muito orgulho para mim. Ver a minha filha feliz com a dança e ver a dança trazendo esperança para a vida dela é motivo de muita felicidade para mim”.

O amor compartilhado por gerações foi o que levou Glória Sousa ao Theatro Fernanda Montenegro para ver a apresentação da neta. “É um momento ímpar, um projeto que desenvolveu a vida escolar e familiar da minha neta. Meu sentimento é de muita alegria, de muita emoção, só posso sentir, nem sei explicar. É gratidão”, ressaltou.

Para a realização do espetáculo, as turmas foram divididas em três grupos, que se apresentarão em duas sessões cada um, às 18h30 e às 20h30. O primeiro grupo que se apresentou era formado por estudantes da Escola de Tempo Integral Rachel de Queiroz e Escola Estadual Vila União, e se apresenta às sextas; o segundo é composto por alunos da Escola Estadual de Tempo Integral Elizângela Glória Cardoso, que se apresenta aos sábados; e o terceiro são estudantes pertencentes ao Colégio Cívico-Militar de Palmas – Unidade II, e Escola Estadual Frederico José Pedreira Neto, aos domingos. Nas duas temporadas, as apresentações seguem a mesma ordem.

Já, dos dias 6 a 8 de dezembro, as apresentações ocorrerão no teatro do Sesc. A entrada do espetáculo custará apenas um quilo de alimento não perecível. No palco, é possível ver coreografias de Balé Clássico, Jazz, Dança Contemporânea e Danças Urbanas. As apresentações contam com a direção dos professores Diego Neves, Elton Fialho, Fernando Faleiro, Giorgya Justy, Jefferson Marques, Maicon Cardoso, Márcia Sommer, Renata Souza, Vanessa Sousa e Verena Schultz.
Para uma das professoras e diretoras do espetáculo, Giorgya Justy, as apresentações buscaram diferentes perfis de personalidade como inspiração, propondo uma formação mais abrangente para os alunos. “Nós apresentamos as personalidades, estimulamos a pesquisa, que eles fossem conhecer essas pessoas, para que por meio da dança pudéssemos tocar o público, com um olhar humano, artístico e social”, ponderou.

Projeto

O projeto do Governo do Estado, realizado pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), oferece aulas gratuitas de dança a crianças, adolescentes e jovens da Capital. A iniciativa visa identificar, formar e valorizar talentos, além de fomentar a dança no Estado. O Balé Popular do Tocantins conta com cinco polos: Escola Estadual de Tempo Integral Elizângela Glória Cardoso, Colégio Cívico-Militar de Palmas – Unidade II, Escola de Tempo Integral Rachel de Queiroz, Escola Estadual Frederico José Pedreira e Escola Estadual de Tempo Integral Vila União. A companhia representa o Estado em eventos, festivais e mostras pelo País. (Fonte: Secom/TO)