Câncer de próstata é muitas vezes silencioso, alerta rádio-oncologista

  • 23/Nov/2019 10h46
    Atualizado em: 23/Nov/2019 às 10h49).
Câncer de próstata é muitas vezes silencioso, alerta rádio-oncologista Foto: Divulgação

Na próxima quarta-feira, 27, é o Dia Nacional de Combate ao Câncer e neste mês de novembro é o período em que são priorizadas campanhas para que o público masculino se previna contra a doença.

Conforme o médico rádio-oncologista Ismar de Rezende Júnior, o câncer de próstata é silencioso, por isso é necessário que os homens façam exames periódicos. “A partir dos 45 anos os homens precisam procurar um médico para fazer os exames de rotina como PSA e o toque. Caso haja incidência da doença na família é necessário procurar um especialista a partir de 40 anos”, destacou Rezende.

O tratamento de câncer de próstata pode ser realizado por cirurgia ou radioterapia. Sendo que somente o médico poderá indicar o melhor procedimento para cada paciente.

Com o objetivo de desmistificar a doença para o público masculino, o Dr. Ismar Rezende tem feito várias palestras sobre essa temática em grandes instituições.

Balanço do Mutirão Outubro Rosa 2019

No mês de outubro a Radioterapia Irradiar em parceira com o Hospital Dr. Jorge Saade, Associação CuidaDores e outras instituições parceiras realizaram o Mutirão Outubro Rosa no dia 5. Na ocasião foram realizados 293 atendimentos e no mínimo, sete mulheres foram encaminhadas com suspeita de câncer de colo uterino para biópsia e posterior tratamento.

Segundo Rezende ações como estas são extremamente necessárias para que a população entenda a necessidade de se fazer exames periódicos para a detecção precoce do câncer. “Quanto mais rápido for diagnosticado esta neoplasia, há mais chances de cura, os efeitos colaterais são menores com tratamento menos agressivo”, frisou.

Nesta ação vários adolescentes foram vacinados contra o HPV (sigla em inglês para Papiloma Vírus Humano), um vírus que infecta pele ou mucosas (oral, genital ou anal), tanto de homens quanto de mulheres, provocando verrugas anogenitais (região genital e no ânus) e câncer, a depender do tipo de vírus. A infecção pelo HPV é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST).