Estudantes conquistam medalha de prata na Olimpíada de Língua Portuguesa ao contar a história de Muricilândia

  • 14/Nov/2019 17h02
    Atualizado em: 14/Nov/2019 às 17h04).
Estudantes conquistam medalha de prata na Olimpíada de Língua Portuguesa ao contar a história de Muricilândia Foto: Divulgação

O Tocantins ganhou mais uma medalha de prata na 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa. Desta vez, as estudantes Ludimila Carvalho dos Santos, Ana Maria de Brito Sousa e Jannine Ferreira Tavares, juntamente com a professora Fabiana Martins Ferreira Braga, da Escola Estadual Marechal Costa e Silva, de Muricilândia, conseguiram a segunda classificação na olimpíada e estão concorrendo ao prêmio nacional. Elas contaram a história da Comunidade Quilombola Dona Juscelina, de Muricilândia, tendo como foco a força e a determinação das lideranças femininas no processo de construção de comunidades resistentes.

A equipe participou da olimpíada na categoria Documentário com a produção denominada O nosso passado é que fez nosso presente e está preparando o nosso futuro.
Já os estudantes de Itaguatins Carla Daniela Silva de Brito, Kayre Gabriel de Andrade Oliveira e Raimundo Almeida da Silva e a professora Rosália Conceição dos Santos Pereira alcançaram a medalha de bronze com o trabalho denominado Turismo e preservação trazem bem-estar para a população. Eles fazem parte do Colégio Estadual Olavo Bilac.

A professora Roseli Bitzcof de Moura, da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), que acompanha as delegações tocantinenses classificadas na olimpíada, comemorou o resultado. “Estamos felizes com essas medalhas. É a primeira vez que a olimpíada traz o gênero Documentário. E os nossos alunos arrasaram apresentando um emocionante vídeo sobre a história da Comunidade Quilombola de Muricilândia. Destaco, aqui, o trabalho das professoras e professores que atuam na Assessoria de Currículo de Língua Portuguesa, responsáveis pela orientação e acompanhamento das oficinas realizadas nas escolas e dos trabalhos de cada equipe”, frisou Roseli.

A professora Fabiana Martins disse, após a solenidade de premiação, que todos estavam muito emocionados por ter alcançado um resultado tão positivo. As medalhas de prata foram recebidas durante a Semifinal Documentário da Olimpíada de Língua Portuguesa, realizada em São Paulo (SP). Os alunos e a professora Fabiana retornarão a São Paulo no dia 9 de dezembro para participar da cerimônia de premiação nacional.

Olimpíada

A Olimpíada tem o objetivo de melhorar o ensino e a aprendizagem da leitura e da escrita e promover formação para professores que lecionam língua portuguesa. É uma realização do Itaú Social, com a coordenação do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), Programa Escrevendo o Futuro, com a parceria do Ministério da Educação. (Fonte: Ascom/Seduc-TO)