Palmas sedia I Fórum do Patrimônio Cultural do Tocantins

  • 29/Out/2019 15h36
    Atualizado em: 29/Out/2019 às 15h39).
Palmas sedia I Fórum do Patrimônio Cultural do Tocantins Foto: Divulgação/Iphan

Grupos representantes da cultura regional vão abrir a programação do I Fórum do Patrimônio Cultural do Tocantins, que acontece de 5 a 7 de novembro, em Palmas (TO), junto com o Encontro de Secretários de Cultura do Estado. As atividades, divididas ao longo dos três dias, contarão com conferências e debates. O evento, que está com as inscrições abertas, é organizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O primeiro dia de painel será sobre Patrimônio Cultural, gestão e turismo e abordará o desenvolvimento de elementos estratégicos para o fomento no ano do Patrimônio + Turismo, a Política Nacional de Gestão Turística dos Sítios Patrimônio Mundial, além do desenvolvimento do Turismo e da Economia Criativa no Tocantins.

A discussão será focada no papel e na importância do licenciamento ambiental para o estado do Tocantins no segundo dia do evento. Entre outras questões, receberá destaque a atuação do Ministério Público Federal (MPF) no âmbito do Patrimônio Cultural. O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e a Associação de Consultores Ambientais do Estado participarão do debate que precederá o Encontro de Secretários de Cultura do Estado de Tocantins. Na oportunidade, serão discutidas a política de preservação e a experiência do Iphan na gestão do Patrimônio Cultural no Tocantins, bem como os principais dilemas e desafios.

Já o último dia será destinado a reflexões relacionadas ao patrimônio, turismo, requalificação arquitetônica e urbana. Serão compartilhados desdobramentos da indução da reabilitação do centro histórico do Recife (PE), da produção do inventário dos mestres artífices na Chapada Diamantina (BA) e da experiência das cidades de Natividade (TO) e Porto Nacional (TO). Na sequência, a discussão sobre políticas de salvaguarda do patrimônio imaterial – incluindo a gestão participativa na salvaguarda do Jongo do Sudeste, a salvaguarda da Capoeira no Tocantins e o pedido de registro da Viola de Buriti – encerrará o evento.

Toda a programação poderá ser acompanhada pelo público. Basta fazer a inscrição no site do Iphan. Estarão presentes no fórum, além do diretor de Patrimônio Material e Fiscalização do Iphan, Andrey Rosenthal, o diretor do Departamento do Patrimônio Imaterial, Hermano Queiroz, e o coordenador de Licenciamento, Carlúcio Baima.  (Fonte: Iphan)