III Edição do Círio de Nazaré em Palmas acontece de 14 a 16 de novembro

  • 18/Out/2019 18h45
    Atualizado em: 18/Out/2019 às 18h50).
III Edição do Círio de Nazaré em Palmas acontece de 14 a 16 de novembro Foto: Divulgação

A Arquidiocese de Palmas anunciou a III Edição do Círio de Nazaré em Palmas, que acontecerá de 14 a 16 de novembro, que este ano terá como tema “Com Maria, Mãe de Jesus”, para enfatizar a presença de Maria Mãe de Jesus na história da Igreja, sendo discípula fiel de Cristo. Por esse motivo Maria é Mãe de todos que nasceram pelo Cristo e mãe da igreja, explicou o arcebispo Dom Pedro Brito Guimarães.

A 3ª edição do Círio em Palmas contará com momentos de Adoração, celebrações marianas, louvor e a procissão luminosa com a corda.
Segundo Dom Pedro, a festa promete ser bonita e participativa. “Todos os organismos da Arquidiocese estão envolvidos nesta festa Mariana, que é símbolo de fé e devoção. Estamos felizes em poder realizar mais uma edição do Círio de Nazaré em Palmas. Contamos com a participação expressiva de fiéis e devotos”, afirmou.

A programação oficial será divulgada em breve pela Arquidiocese de Palmas.

Contexto histórico

Realizado em Belém do Pará há mais de dois séculos, o Círio de Nazaré é uma das maiores e mais belas procissões católicas do Brasil e do mundo. Reúne, anualmente, cerca de dois milhões de romeiros numa caminhada de fé pelas ruas da capital do Estado, num espetáculo grandioso em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré, a Mãe de Jesus. Na procissão, a Berlinda que carrega a imagem da Virgem de Nazaré é seguida por romeiros de Belém, do interior do Estado, de várias regiões do país e até do exterior. Em todo o percurso, os fiéis fazem manifestações de fé, enfeitam ruas e casas em homenagem à Santa. Por sua grandiosidade, o Círio de Belém foi registrado, em setembro de 2004, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial. Mérito conquistado não só pela Imagem de Nossa Senhora de Nazaré, mas também pelo simbolismo da corda do Círio, que todos os anos é disputada pelos fiéis que enchem as ruas de Belém de fé e emoção; dos carros de promessas, que carregam as graças atendidas pela Virgem; dos mantos de Nossa Senhora, que a deixam ainda mais linda; da Berlinda, que se destaca na multidão carregando a pequena imagem tão singela, e do hino “Vós sois o Lírio Mimoso”, canção que embala os milhares de corações que acompanham o Círio em uma só voz. (Com informações da Ascom Arquidiocese de Palmas)