Estudante do Colégio Dom Alano é a vencedora do programa Jovem Senador 2019

  • 08/Out/2019 15h02
    Atualizado em: 08/Out/2019 às 15h03).
Estudante do Colégio Dom Alano é a vencedora do programa Jovem Senador 2019 Foto: Divulgação/Seduc-TO

A estudante Elda Chaves de Macedo, 17 anos, da Escola Estadual Dom Alano Marie du Noday, em Palmas, teve sua redação, denominada Democracia e Participação, classificada em 1º lugar no programa Jovem Senador e representará o Tocantins na edição 2019. Ela participará, no período de 25 a 30 de novembro deste ano, de uma vivência parlamentar no Senado Federal, em Brasília, DF.

Elda Chaves de Macedo ficou muito feliz e emocionada com o resultado e comemorou na escola com a equipe pedagógica. “Fiquei surpresa em ter meu trabalho classificado em 1º lugar, dentre tantos inscritos. Agradeço à professora de história, Rutiane Teixeira Cândido, que acreditou no meu potencial. Procurei me informar sobre o programa Jovem Senador e me empenhei em fazer o melhor”, contou.

A estudante também agradeceu à professora de língua portuguesa, Janete Lázaro Duque de Lima, e ao diretor Givanildo Ferreira Bento pelo apoio e pela orientação.
O estudante Aldemir dos Santos Dias, da Escola Estadual de Tempo Integral Agrícola David França, de Arraias, ficou em 2º lugar, com a redação Orçamento público e participação popular, e Sarah Raquel Franco da Silva, do Colégio Dom Orione de Tocantinópolis, foi classificada em 3º lugar, com o trabalho Cidadão brasileiro, agente transformador.

Neste ano, o programa Jovem Senador recebeu mais de 100 mil redações de alunos de escolas públicas do ensino médio de todo o país. E, do Tocantins, foram registradas 275 inscrições.

Jovem Senador é um projeto anual, que seleciona, por meio de um concurso de redação, 27 estudantes do ensino médio de escolas públicas, com idade de até 19 anos, para vivenciarem o trabalho dos senadores em Brasília.

Esses alunos selecionados receberão um certificado de classificação e um diploma de posse no Jovem Senador 2019, e as redações farão parte de um livro, que será produzido e editado.

Os professores orientadores receberão um certificado de participação no Jovem Senador e acompanharão seus alunos a uma viagem a Brasília, que contará com uma programação específica. (fonte: Secom-TO)