Após pagamento de fiança Brito Miranda deixa prisão. Os demais continuam presos

  • 27/Set/2019 19h54
    Atualizado em: 27/Set/2019 às 20h19).
Após pagamento de fiança Brito Miranda deixa prisão. Os demais continuam presos Foto: Reprodução internet

O pai do ex-governador Marcelo Miranda, José Edmar Brito Miranda, preso ontem (26) na Operação 12º Trabalho, já está em liberdade, após comprovar o pagamento da fiança estipulada pelo juiz federal João Paulo Abe, em 200 salários mínimos, correspondente à cifra de R$ 199.600,00 . Entretanto, a liberdade de Brito Miranda está condicionada ao cumprimento de medidas restritivas, como não se comunicar com outros investigados na operação, e se recolher ao lar à noite e nos finais de semana.

Marcelo Miranda (MDB) continua detido no Quartel Geral da Polícia Militar e seu irmão Júnior Miranda, após audiência de custódia ocorrida nesta sexta-feira, retornou para a Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), apesar do pedido da defesa para que ele fosse transferido para o Quartel onde está o ex-governador.

O advogado da família Miranda, Jair Alves, disse que já prepara um pedido de habeas corpus para restabelecer a liberdade de Marcelo e Júnior Miranda até a próxima semana.

O ex-secretário de Integração Governamental, Elmar Batista Borges, o Cenourão, preso na mesma operação, continua detido na CPPP. Conforme informação do advogado que o defende, Juvenal Klayber, já entrou com recurso em Palmas e Brasília, e disse estar confiante que seu cliente seja libertado na próxima semana.