Projeto do Executivo que versa sobre a “Lei do silêncio” será votado na terça, 01

  • 27/Set/2019 15h04
    Atualizado em: 27/Set/2019 às 15h06).
Projeto do Executivo que versa sobre a “Lei do silêncio” será votado na terça, 01 Foto: Aline Batista/CM Palmas

Após aprovação de várias emendas, acrescidas enquanto tramitou pela Comissão de Constrituição e Justiça e Redação e pela Comissão de Administração Pública e Urbanismo, o Projeto de Lei n°. 30/ 2018 – oriundo do Poder Executivo – que estabelece normas gerais sobre o controle da poluição sonora, está pronto para ser submetido ao plenário da Câmara de Vereadores, em três turnos de votação.

O presidente da Câmara Municipal de Palmas, vereador Marilon Barbosa (PSB), informou que vai colocar em votação, na sessão ordinária de terça-feira, 01, o referido Projeto de Lei, que além do controle da poluição sonora, estabelece limites máximos de intensidade da emissão de sons e ruídos no âmbito do município de Palmas. A norma proíbe a perturbação do sossego e do bem-estar público, como também define as exceções e competências para a fiscalização. Além disso, também regulamenta os limites permitidos de sonorização e penalidades, no caso de cometimento de infrações.

O presidente Marilon Barbosa (PSB) discorreu sobre a importância de aprovar o projeto. “É imprescindível normatizar a matéria, em razão do aumento das reclamações da população palmense, relacionadas à emissão de ruído, que tiram o sossego e o bem-estar da comunidade. Ademais, estudos mais recentes comprovam que o ruído ambiental é uma das maiores causas de poluição no mundo e que, quando excessivos, provocam danos à saúde física e mental”, alertou o presidente.