Suicídio e automutilação serão tema de audiência pública no Senado

  • 17/Set/2019 17h41
    Atualizado em: 17/Set/2019 às 17h42).
Suicídio e automutilação serão tema de audiência pública no Senado Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Automutilação e suicídio serão discutidos em audiência pública da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado nesta quarta-feira, 18. O debate foi uma iniciativa de vários senadores do colegiado, preocupados com a disseminação desse comportamento, principalmente entre crianças e adolescentes.

“A disseminação de automutilação na internet já está sendo considerada como epidemia. Precisamos nos debruçar sobre esse assunto”, justifica o senador Eduardo Girão (Podemos-CE), em um dos pedidos de audiência. Ele propõe que a comissão discuta o tema para buscar entender o que está acontecendo com jovens que buscam “alternativas para seus problemas através da dor e chegando às vezes até o suicídio”.

O senador cita ainda “jogos” que propõem a automutilação, como Baleia Azul, Momo e “bordado humano”, entre outros. Ele explica que jovens com maior fragilidade emocional, instabilidade familiar, baixa autoestima, vitimas de bullying e cyberbullying, impulsivos e com excessiva propensão à autocrítica são os que mais facilmente se deixam envolver nesse tipo de coisa.

Entre os convidados da audiência, estão a presidente da Childhood Brasil, Roberta Rivellino; o presidente da Associação Psiquiátrica da América Latina (Apal), Antônio Geraldo da Silva; o presidente do Ação Brasil sem Dor, João Leal, e o promotor de Justiça do estado do Ceará Hugo José Lucena de Mendonça.

O debate contará com o serviço de língua brasileira de sinais (Libras) e terá caráter interativo, por meio do Portal e-Cidadania e do Alô Senado. O início está previsto para as 10h30, no Plenário 9 da Ala Alexandre Costa. (Fonte: Agência Senado)