SES busca sensibilizar sobre a importância da doação de órgãos e tecidos

  • 06/Set/2019 13h09
    Atualizado em: 06/Set/2019 às 13h15).
SES busca sensibilizar sobre a importância da doação de órgãos e tecidos Foto:

O mês de setembro convida toda a população para uma campanha importante e que tem como objetivo salvar vidas. O setembro Verde visa conscientizar e alertar a população sobre a necessidade da doação de órgãos e tem ações em todo Brasil.

O Tocantins conta desde o dia 25 de março de 2019 com a lei 3.432 que Institui o Setembro Verde, esta lei se dedica a fomentar ações que visem conscientizar, orientar e sensibilizar a população da importância de doação de órgãos e da luta pela vida.

A gerente da Central de Transplantes do Tocantins (CETTO), Suziane Aguiar Crateús Vilela, explica que as ações de sensibilização acontecem o ano todo e se intensificam no mês de setembro. “É muito importante que as pessoas falem com seus familiares sobre o interesse em doar seus órgãos, porque eles são os únicos que podem autorizar que o procedimento seja realizado”, disse.

Transplante no Tocantins

O Estado conta com uma Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos e Tecidos do Tocantins (CETTO), que é responsável principalmente pelo gerenciamento da lista de doadores/receptores e a distribuição de córneas oriundas do banco estadual ou de outros bancos do país, além da notificação e captação de órgãos e tecidos.

A gerente da CETTO, Suziane Aguiar Crateús, afirmou que o Tocantins oferece ainda o serviço de transplante de córnea. “Desde o ano de 2016, temos o Banco de Olhos Público (BOTO) funcionando, ele é responsável pela abordagem familiar, captação, processamento, preservação e armazenamento da(s) córnea(s)”, disse.

O Tocantins conta ainda com um serviço público de transplante de córnea no Hospital Geral de Palmas e três serviços privados credenciados aptos à realização de transplante de córnea. Com essa oferta, de 2016 à 2019, foram realizados no Estado 143 transplantes de córnea.

Com os serviços de transplantes de múltiplos órgãos ainda não implantados no Tocantins, a CETTO realiza a gestão do processo de doação e transplantes de órgãos e tecidos no âmbito estadual, com a captação de doadores e a comunicação à Central Nacional, da disponibilidade dos órgãos. Com as duas captações de múltiplos órgãos, já realizada no Tocantins, foram viabilizados atendimentos a 11 pessoas que aguardavam nas filas nacionais de transplante.

Para dar mais visibilidade ao assunto a CETTO irá realizar diversas palestras e mobilizações durante todo o mês de setembro para sensibilizar os tocantinenses para a doação de órgãos.

Doação

Quando um paciente evolui para o quadro clínico de morte cefálica, a Comissão Intra-hospitalar para a Doação de Órgãos e Tecidos para transplantes do HGP, entra em contato com a família para verificar se existe o interesse em realizar a doação dos órgãos. Se a família concordar com a doação, é realizado o processo de validação do doador, com realização de exames específicos.

Com o paciente validado, a CETTO comunica à Central Nacional de Transplantes, que verifica qual Estado aceita os órgãos e providencia a logística da equipe que os retira e leva até o receptor.