Ministério Público do Trabalho no Tocantins realiza primeiro Encontro Acadêmico

  • 23/Ago/2019 11h00
    Atualizado em: 23/Ago/2019 às 11h08).
Ministério Público do Trabalho no Tocantins realiza primeiro Encontro Acadêmico Foto: Divulgação

O primeiro Encontro Acadêmico do Ministério Público do Trabalho no Tocantins, acontece no próximo dia 28 de agosto, a partir das 18h30, no Auditório da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Tocantins (OAB/TO). A palestra de abertura fica por conta do subprocurador-geral do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury, que vai discorrer sobre “O MPT e a defesa dos direitos humanos”.

O primeiro painel, “Projetos sociais apoiados pelo MPT: a experiência dos projetos em Araguaína”, será apresentado pela procuradora Cecília Amália Cunha Santos. “Trabalho na indústria 40 e o trabalho por aplicativos” é tema do segundo painel, que será exposto pela procuradora Fernanda Pereira Barbosa. A procuradora Gisela Nabuco Majela Sousa vai tratar sobre “Assédio Moral e seus impactos na saúde do trabalhador”, no terceiro painel. Por fim, o procurador-chefe Erlan José Peixoto do Prado vai compartilhar sua experiência no combate ao “Trabalho escravo na atualidade”.

De acordo com a procuradora Lydiane Machado e Silva, o evento foi pensado para o público acadêmico justamente pela importância de ressaltar o Direito do Trabalho como direito fundamental. “É um ramo do Direito que influi diretamente na condição de vida e na concretização do postulado de dignidade da pessoa, pois o trabalho é aspecto essencial da vida humana. Todo mundo se realiza pelo trabalho, sustentando a família por meio do labor. Por isso, é importante que a comunidade acadêmica tenha contato com essa perspectiva humanística do Direito do Trabalho”, afirma.

As inscrições estão abertas até o dia 27 de agosto. Para participar, basta encaminhar e-mail para prt10.ptm001@mpt.mp.br, informando no assunto: “Inscrição 1º Encontro Acadêmico” e no corpo do texto: nome completo, RG, CPF, telefone, e-mail e instituição de ensino.

Os participantes vão receber certificado de 4 horas/aula.