Seminário discutirá a Mineração no Tocantins e no Brasil nesta sexta-feira

  • 21/Ago/2019 10h38
    Atualizado em: 21/Ago/2019 às 10h41).
Seminário discutirá a Mineração no Tocantins e no Brasil nesta sexta-feira Foto: Márcio Di Pietro

A Secretaria de Estado da Saúde realiza no próximo dia 23 o II Seminário de Vigilância em Saúde do Trabalhador (VISAT) que terá como tema A Mineração no Tocantins e no Brasil. Na ocasião serão apresentados trabalhos de diversos Estados brasileiros que comprovaram contribuição real ao desenvolvimento da vigilância e promoção da Saúde do trabalhador. O seminário irá acontecer no auditório do Ministério Público do Estado, em Palmas.

De acordo com a gerente de Saúde do Trabalhador da Secretaria de Estado da Saúde, Magna Dias Leite, o tema abordado no seminário surgiu da preocupação, resultante do fato da mineração gerar grandes impactos socioeconômicos, ambientais e à saúde humana, principalmente à população local e aos trabalhadores nas etapas do processo produtivo, de logística e comercialização. “Neste sentido, este seminário visa contribuir para a ampliação do entendimento acerca dos problemas ambientais e de saúde decorrentes da mineração, sobre a atuação da Vigilância Ambiental e Saúde do Trabalhador e de proposição de estratégias para reduzir os impactos socioeconômicos, ambientais e à saúde humana”, disse Magna.

Na programação desse ano temas de grande repercussão serão abordados como os acidentes de Trabalho na Samarco em Mariana e Vale em Brumadinho pela palestrante Marta de Freitas que atuou diretamente nas áreas atingidas. Marta é mestre em Gestão Integrada em Saúde do Trabalho e Meio Ambiente.

O “Impacto Socioeconômico e Ambiental e Panorama da Mineração no Brasil e Tocantins”, também será abordado pelo palestrante Bruno Milanez, doutor em Política Ambiental que também atuou em Brumadinho.

Oficinas

No dia 22 serão realizadas duas oficinas, no prédio do Anexo 1 da Superintendência de Vigilância em Saúde, com apresentação de experiências bem sucedida de vários municípios. A primeira terá o tema saúde Mental relacionado ao Trabalho com a facilitadora, drª Maria do Socorro Nina, psicóloga do CEREST Amazonas e Professora da Universidade Federal do Amazonas, serão apresentados os principais conceitos considerando a relação saúde mental e trabalho e rede de atenção à saúde mental da região amazônica.

A segunda oficina terá como tema a Saúde do Trabalhador na Atenção Primária: na busca da qualificação e da integralidade no cuidado com a facilitadora, Elém Cristina, ela irá apresentar o panorama nacional e relevância das ações voltadas para a Saúde do Trabalhador na Atenção Primária.

Mineração

A mineração gera grandes impactos socioeconômicos, ambientais e à saúde humana, principalmente à população local e aos trabalhadores nas etapas do processo produtivo, de logística e comercialização. Por ser potencialmente poluidora, a mineração, dependendo do minério causa problemas de saúde a curto, médio e longo prazo, sendo estes problemas de interesse à saúde pública e consequentemente de responsabilidade do SUS. Neste sentido, este seminário visa contribuir para a ampliação do entendimento acerca dos problemas ambientais e de saúde decorrentes da mineração, sobre a atuação da VISAT e proposição de estratégias para reduzir os impactos socioeconômicos, ambientais e à saúde humana. (Fonte: Ascom/SES)