Unidades de sáude de Palmas passam a exigir apresentação de documento de identificação com foto para atendimento

  • 22/Jul/2019 17h39
    Atualizado em: 22/Jul/2019 às 17h42).
Unidades de sáude de Palmas passam a exigir apresentação de documento de identificação com foto para atendimento Foto: Raiza Ribeiro

Os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), que utilizam os serviços da rede pública municipal, deverão levar a partir de agora, além do cartão do SUS, um documento de identificação com foto. A exigência vale para atendimento tanto nas UPAs, como nos Centros de Saúde da Comunidade da capital.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), a medida se faz necessária para garantir a segurança do usuário do SUS, evitando que outra pessoa possa vir utilizar o cartão SUS indevidamente. “A medida não é uma novidade, nosso sistema de triagem de pacientes, exige a inserção dessas informações. Mas temos presenciado, principalmente nas UPAS, pessoas tentando se passar por outras, por não apresentarem o documento de identidade (RG). Então a medida é uma forma de segurança tanto para quem usa o serviço como para quem trabalha nessas unidades”, explicou a coordenadora de Urgência e Emergência da Secretaria de Saúde de Palmas, Adriana Avelar.

A exigência dos documentos é feita desde a mais simples consulta ao médico até uma cirurgia de alta complexidade. Nas UPAS é frequente a ocorrência de pessoas que procuram atendimento sem levar o cartão, ou qualquer documento de identidade. A coordenadora lembra ainda que é indispensável a apresentação dos mesmos, ainda que o paciente já tenha cadastro. No caso de menores ou incapazes, os responsáveis devem apresentar o documento.

“As informações pessoais registradas seguem direto para o banco de dados do Sistema Único de Saúde, que passa a ter como monitorar todo o atendimento de cada paciente na unidade, como gastos individuais com medicamentos, exames, internações, entre outros serviços. Esse controle ajuda a melhorar o planejamento, a melhoria dos serviços, e implica diretamente no recebimento de recursos para o funcionamento das unidades”, acrescentou.