Professor Júnior Geo oficia autoridades questionando o fim da DRACMA

  • 09/Jul/2019 16h33
    Atualizado em: 09/Jul/2019 às 16h36).
Professor Júnior Geo oficia autoridades questionando o fim da DRACMA Foto:

Preocupado com o fechamento da Delegacia de Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública (DRACMA), o deputado Professor Júnior Geo (PROS), oficiou as autoridades competentes na última segunda-feira, 9, reforçando a sua opinião e solicitando a continuidade da delegacia.

“Considerando o notório trabalho de combate à corrupção desenvolvido pela DRACMA no Tocantins, ponderando que qualquer redução de pessoal na equipe atrapalhará o desenvolvimento nas operações dessa delegacia, solicitamos a vossa excelência, dentro da necessidade da busca pela verdade e do combate às práticas de dilapidação do patrimônio público, que mantenha a DRACMA na estrutura da SSP, garantindo a liberdade e condições necessárias para que desenvolva suas atividades”, destaca o deputado por meio de ofício.

Os documentos foram encaminhados ao governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse (DEM), substituído temporariamente pelo vice-governador, Wanderlei Barbosa (PHS), ao secretário-chefe da Casa Civil, Rolf Vidal e ao secretário de Estado da Segurança Pública (SSP), Cristiano Sampaio.

No último mês, quando levantada a possibilidade de criação de uma Diretoria de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado que envolveria a DRACMA, Geo insistiu na necessidade da emenda para que o diretor do departamento fosse um delegado de carreira e não alguém meramente indicado pelo Executivo, mas foi voto vencido. Na última sexta-feira, 5, o Governo, por meio de decreto, que não necessita da aprovação do parlamento, dispôs sobre o fim da delegacia. (Gabriela Melo)