Laudecy Coimbra destaca importância da educação de qualidade para jovens enfrentarem mercado de trabalho

  • 17/Jun/2019 18h19
    Atualizado em: 17/Jun/2019 às 18h28).

Na manhã dessa segunda-feira, 17, durante lançamento da Frente Parlamentar de Apoio à Educação, a vereadora Laudecy Coimbra (SD) discorreu sobre a importância que o município e o Governo devem oferecer para melhorar a educação das crianças e adolescentes na atualidade.

A parlamentar relata que a criação da Frente para tratar exclusivamente da educação é de extrema importância para todos, tendo em vista que educar os jovens no mundo globalizado é um desafio para os educadores. “Vivemos em um momento que ideias e ideologias diversas estão afloradas na sociedade e acabam influenciando a vida dos jovens. Debater ideias e políticas para promover a educação é um passo importante para enfrentar esse momento”, pontuou.

Laudecy lembra que as escolas precisam preparar as crianças e adolescentes para o mundo globalizado, no qual irão disputar uma vaga no mercado de trabalho em que a criatividade irá prevalecer para o sucesso. “Muitas profissões deixarão de existir no futuro e serão substituídas por máquinas. Visando isso, as escolas precisam trabalhar as competências e habilidades para desenvolver a capacidade de inovação desse jovem para se manter no mercado de trabalho”, ressaltou a vereadora.

Outro ponto importante citado pela líder de Governo é que apesar da Câmara Municipal não ter o poder de criar leis e mudar a educação, a partir da Frente será possível levantar discussões que podem chegar a Assembleia Legislativa e ao Congresso Nacional.

“Temos que avaliar porque o Brasil tem uma educação superior de qualidade, mas uma educação fundamental que deixa a desejar, e porque os cursos mais disputados nas Universidades Federais hoje são ocupados na sua maioria por alunos que passaram por escolas particulares. Isso é um sinal que há uma discrepância no investimento e na forma de enfrentar a educação no Brasil que precisa ser mudado”, ressaltou.

A vereadora também chama atenção para a alto índice de depressão e automutilação que ocorrem entre adolescentes que precisam ser debatidos e levantadas soluções para amenizar essa situação. (Assessoria de Comunicação)