SES retoma cirurgias cardíacas eletivas no HGP

  • 11/Jun/2019 11h11
    Atualizado em: 11/Jun/2019 às 16h55).
SES retoma cirurgias cardíacas eletivas no HGP Foto: Nielcem Fernandes/Governo do Tocantins

Notícia boa para saúde no Estado, agora os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que aguardavam por cirurgias cardíacas no Hospital Geral de Palmas (HGP) poderão realizar o procedimento na unidade. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) retomou as cirurgias cardíacas eletivas no Hospital e nesta segunda – feira, 10, foi realizado o segundo procedimento: uma troca de válvula aórtica (responsável pela passagem do sangue do ventrículo esquerdo para a aorta), popularmente conhecida como troca de válvula Safena, em um paciente de 52 anos.

“Para este tipo de cirurgia o paciente precisa estar com os exames em dia e ter indicação cirúrgica. Este procedimento tem a função de salvaguardar o coração por uma possibilidade de infarto ou para recuperar, quando possível, áreas com baixo fluxo sanguíneo ou até infartadas”, explicou o médico Juan Fernando Terrones Caceres, especializado em cirurgia cardíaca. “Geralmente é realizado em pacientes que possuem capacidade funcional, uma vida pela frente e estão com queixa de dor anginosa (dor no peito, por falta de irrigação do coração”).

Os procedimentos foram reiniciados após esforços dos gestores da pasta e da unidade, além da coordenação do Centro Cirúrgico em adquirir materiais e insumos necessários para que as cirurgias cardíacas eletivas pudessem ser retomadas, beneficiando os usuários que aguardavam por este tipo de cirurgia. Na última quinta-feira, ocorreu a primeira cirurgia de retorno do serviço, em um paciente de 41 anos, Neivan Ferreira, educador físico e morador de Palmas, que reagiu muito bem ao procedimento de ponte de Safena.

Após a cirurgia cardíaca, o paciente é internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) onde recebe todos os cuidados especiais da equipe multiprofissional e em poucos dias é encaminhado para ala de internação.

O coordenador da Cardiologia Clínica da unidade, Eurípedes Barbosa comenta sobre o retorno das cirurgias cardíacas. “É uma noticia boa! Desde 2017 não eram realizadas estas cirurgias. Nosso intuito agora é atender um volume maior de pacientes por semana, diminuindo a fila de espera por cirurgias cardíacas e evitando encaminhamentos para outras unidades”, declarou.

De acordo com o diretor geral do HGP, Leonardo Toledo, a retomada das cirurgias vem dar continuidade do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que estão na fila de espera. “Diminuindo a grande demanda de pacientes nesta especialidade, podemos ofertar uma melhor assistência ao paciente que necessita do HGP”, declarou.

Dados

Conforme o relatório estatístico do centro cirúrgico do HGP, em 2018 foram realizadas 20 cirurgias cardíacas; destas, 08 foram de urgência, 04 de emergência e 08 eletivas.