Governo oferta serviço de reabilitação auditiva no Tocantins

  • 28/Mai/2019 14h20
    Atualizado em: 28/Mai/2019 às 14h23).
Governo oferta serviço de reabilitação auditiva no Tocantins Foto: Melânia Kássia/Governo do Tocantins.

O Tocantins possui duas unidades de reabilitação auditiva que atendem a regional de Palmas e Colinas, por meio do Centro Estadual de Reabilitação (CER), onde é necessário apresentar as cópias do Registro Geral (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), comprovante de endereço e o encaminhamento/relatório médico.

A reabilitação se objetiva no desenvolvimento das habilidades auditivas dos pacientes, não adquiridas ou adquiridas e depois perdidas. É um trabalho minucioso realizado por uma equipe de profissionais por meio do treinamento de detecção, discriminação, reconhecimento e compreensão dos estímulos sonoros, com auxílio de dispositivos que possam ampliar o som.

Iniciado o tratamento, o Governo disponibiliza Aparelhos de Amplificação Sonora (AASI) aos usuários em atendimento nos CERs, ou encaminha a cidade de Bauru-SP se a indicação médica for de implante coclear (parte auditiva do ouvido interno), na qual um aparelho é inserido em procedimento cirúrgico, no lugar da cóclea, estimulando o nervo auditivo e aumento dos sons para que o paciente possa ouvir de novo.

Janeide Alves, usuária do CER III, em Palmas, recebeu há dois meses o seu aparelho de amplificação sonora e comentou as mudanças que ocorreram em sua vida. “Antes eu tinha dificuldade de me comunicar porque não entendia certinho o que as pessoas falavam e, hoje, consigo interagir melhor. Minha qualidade de vida é outra. Agora, posso sentar na minha sala com meu esposo e filhos e assistir uma programação na TV com um volume que seja adequado para todos.

Agradeço a cada dia por isso, pelo atendimento constante da equipe médica no processo de adaptação, sempre perguntando se estava bem, se estou tendo dificuldade, se está muito alto ou muito baixo, para melhorar e me dar mais conforto nesta nova fase”, destacou Janeide Alves.

Diagnóstico e Adaptação do Aparelho

Somente o médico otorrinolaringologista pode indicar o uso de aparelhos auditivos, solicitando os exames necessários, atestando e recomendando o uso das próteses. No entanto, a adaptação só pode ser realizada por um fonoaudiólogo que analisa cada caso e o grau de perda auditiva, podendo recomendar o modelo ideal que supra as necessidades do paciente.

Para a adaptação a fonoaudióloga leva em consideração vários aspectos do paciente que incluem desde a perda auditiva até seu estilo de vida e a forma como lida com essa problemática.

O resultado satisfatório só é possível por meio da regulagem adequada do aparelho auditivo ou um mapeamento rigoroso do implante coclear, assim proporciona ao paciente uma percepção auditiva eficiente, o que facilita todo o processo.

Fluxo de atendimento da reabilitação auditiva

O atendimento ao paciente se inicia por meio da Unidade Básica de Saúde (UBS) de cada município, onde, após a suspeita do médico acerca da diminuição ou perda auditiva, o mesmo preenche um laudo médico indicando a necessidade da reabilitação. Com isso, a UBS providencia a inclusão do usuário no Sistema de Regulação (Sisreg) para uma avaliação com médico especialista no Centro de Reabilitação de Referência para o município de origem.

Após a avaliação com o especialista, o paciente será atendido por uma equipe multiprofissional e conforme a necessidade será solicitada o procedimento ou o contra referenciado, designado para pacientes em níveis mais primários que podem seguir com atendimento na sua própria UBS.

Os pacientes que mantêm a reabilitação auditiva no CER possuem atendimento contínuo sem a prescrição de alta, somente com intervalos maiores de atendimentos de acordo com a necessidade.

Serviços

A Modalidade Auditiva do Centro Especializado em Reabilitação de Palmas e Colinas possui equipe multiprofissional composta por médico otorrinolaringologista, fonoaudiólogos, psicólogo e assistente social.

A unidade de Palmas, CER III, atende os municípios parte centro-sul do Estado, contemplando as regiões Capim Dourado, Cantão, Ilha do Bananal, Amor Perfeito e Sudeste. O Centro é situado na quadra 203 sul, Avenida LO-05, APM-02, ao lado da Casa de Apoio Vera Lúcia. O telefone para contato é o (63) 3218-1750.

A unidade de Colinas do Tocantins (CER II) atende às regiões de saúde do Cerrado Tocantins, Médio Norte Araguaia e Bico do Papagaio. O Centro é situado na Rua 14, quadra 03, S/N – Setor Oeste. O telefone para contato é o (63) 3476 – 1471.