Jalapão recebe corrida inédita em Julho

  • 15/Mai/2019 11h46
    Atualizado em: 15/Mai/2019 às 17h03).
Jalapão recebe corrida inédita em Julho Foto: Divulgação

O Jalapão foi escolhido como palco da primeira das três etapas que fazem parte da jornada Bota Pra Correr Olympikus, que terá três corridas em locais reconhecidamente emblemáticos do Brasil. A etapa no Parque Estadual do Jalapão será disputada em 7 de julho, com duas opções de percurso: 10 km e 21 km. A prova será realizada nas estradas de terra batida que cortam o parque e, embora seja em meio à natureza, não se trata de uma corrida de aventura.

“É a primeira vez na história que uma marca brasileira organiza um evento desse porte. Os corredores terão a oportunidade de correr em novos lugares, conhecer novas histórias e o Jalapão será o primeiro palco dessa jornada. O objetivo da Olympikus é explorar o Brasil e convidar a todos a fazerem parte desse movimento de curtir a experiência além da corrida”, afirma Márcio Callage, diretor de marketing da Vulcabras Azaleia.

“Entendemos que existia um território ainda não explorado aqui no Brasil, de termos provas icônicas e desejadas por corredores daqui e do exterior. O mercado já está saturado das opções hoje existentes. Nesse contexto, identificamos uma oportunidade legítima de uma marca brasileira construir um circuito inédito no país, levando as pessoas para correrem em novos lugares, conhecerem novas histórias. E a 1ª etapa desse projeto começa pelo Jalapão, onde queremos proporcionar uma experiência única aos participantes”, explica Callage
.
Ao todo, o evento oferecerá 200 inscrições, que já podem ser feitas no site (www.botapracorrerolympikus.com.br) e estarão abertas apenas para moradores do estado do Tocantins até esta quarta-feira,15. A partir de quinta-feira, 16, as inscrições estarão disponíveis a todos os interessados, que terão duas opções: R$ 250 (inscrição + kit corredor) ou R$ 500 (inclui traslado ida e volta de Palmas para o local da prova).

“A largada será na base do Jalapão e, ao longo do percurso, os corredores poderão apreciar a Serra do Espírito Santo, além de morros, serras e chapadões típicos do local. Será uma corrida com cenário outdoor, mas com percurso similar a uma corrida de rua. Certamente será desafiador e inesquecível para todos”, explica Shubi Guimarães, ex-atleta e responsável técnica pela prova.

O staff da prova será composto por moradores da região e do estado do Tocantins, como forma de gerar valor à economia local e sua força de trabalho.