Tocantins perde 363 vagas de emprego em março

  • 25/Abr/2019 17h02
    Atualizado em: 25/Abr/2019 às 17h04).
Tocantins perde 363 vagas de emprego em março Foto:

A diferença entre as admissões e demissões no Tocantins no mês de março foi de -363 vagas, ou seja, aconteceram mais desligamentos (5.618) do que contratações (5.255). Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged, da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia.

Em relação ao mês anterior, quando o estado havia conquistado 1.116 vagas, a queda foi de 132,53%. Entre os sete municípios destacados, Palmas foi o que registrou o maior resultado negativo (-223), sendo 1.787 contratações e 2.010 demissões. Já Araguaína alcançou 98 vagas formais, com 997 admissões e 899 desligamentos.

Os números citados se referem aos oito setores de atividade econômica: agropecuária, indústria de transformação, comércio, serviços, extrativa mineral, serviço industrial de utilidade pública, construção civil e administração pública. O que mais sofreu com desligamentos em março foi o da Construção Civil, que perdeu 355 vagas. Em contrapartida, o setor de serviços fechou o mês com saldo positivo de 88 vagas.

Nacional
O Brasil também ficou no vermelho em março, com -43.196 vagas. Entre os 26 estados e o Distrito Federal, apenas oito conseguiram resultados positivos em março, sendo que destes, três são da região Norte: Amazonas (157), Roraima (76) e Amapá (48). (Ascom Fecomércio Tocantins, com informações do Ministério da Economia)